sábado, 23 de maio de 2009

ÓPERA PRIMA






Feliz e muito orgulhoso em saber que um dos projetos selecionados na etapa regional do ópera prima - concurso de trabalhos finais de graduação de estudantes de arquitetura e urbanismo - foi de uma orientanda minha Lorrayne Noronha. A arquiteta que na época era uma estudante muito aplicada desenvolveu um excelente projeto e conseguiu com êxito a colocação entre os 26 melhores da região 5 do concurso. Parabéns Lorrayne. Valeu o esforço, a dedicação, a disciplina e o trabalho.
Confira a ata do Juri.
http://operaprima.concursosepremios.com.br/pdf/ATA%20REGIAO_5_OP_2009.pdf

Grande abraço e sucesso.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

CASA COR

Como todos já sabem a CASACOR Goiás, vai acontecer no colégio Lyceu de Goiânia.
Recebi hoje um depoimento de um professor do curso de arquitetura da UEG que vale a pena ser lido.
Eventos como esse são interessantes? Até que ponto?
Vamos ao debate. Vamos à reflexão.
Eis o texto do Prof. Ricardo Trevisan.

Atônito, estarrecido, indignado: predicados deste cidadão, arquiteto eurbanista, após receber a notícia de abertura da Casa Cor na cidade de Goiânia,Goiás, em 20 de maio de 2009. Sentimentos que pretendo desoprimir aocompartilhá-los com os senhores leitores.

Houve uma época quando arquitetos e urbanistas eram profissionais tidos comoartistas, responsáveis por transformar cidades em belos cenários, como a Paris ea Viena do século XIX. Houve uma época quando arquitetos e urbanistas eramprofissionais responsáveis por atender às demandas habitacionais, como osconjuntos habitacionais dos Institutos de Aposentadoria e Pensão (IAPs). Houveuma época quando arquitetos e urbanistas eram profissionais responsáveis porprojetar equipamentos sociais com qualidade, como hospitais e escolas públicas.Estamos numa época em que arquitetos e urbanistas buscam desconstruir, derrubar,desfazer todo o legado que construíram ao longo de sua história profissional!

E o que mais me estarrece: estes profissionais fazem isso sem questionamento,aprovando ações incoerentes e afirmando, através das mídias, sua cumplicidade emsituações incompatíveis para a realidade de um país em desenvolvimento, e mesmopara países desenvolvidos.

O que leva profissionais de arquitetura e urbanismo a ocuparem uma escolapública da área central da cidade – o Colégio Lyceu de Goiânia – em plenosemestre letivo para servir de palco para suas obras elitistas?

Que responsabilidade social e que ética tem tais profissionais ao se apropriaremde um espaço de ensino para exporem seus trabalhos relacionados a estilos devida destoantes da realidade financeira de seus verdadeiros usuários?

Que sentimento tal evento desperta nesses alunos, cujo universo social écompletamente o oposto?

E como o governo estadual, representado pela Secretaria da Educação, acorda comtal acontecimento? Não seria mais interessante, uma vez que a maior parte dapopulação goianiense é composta por classes C e D, promover um evento semelhanteem bairros carentes com propostas criativas e acessíveis financeiramente?

Cabe à organização da Casa Cor rever suas próximas realizações. Seja alocá-la emhabitações desocupadas (como era inicialmente feito), seja apropriar-se deprédios institucionais vazios, como o Centro Cultural Oscar Niemeyer (cujalocalização é estratégica para seu público alvo).


Saliento que não sou contrário ao evento Casa Cor. Idéias decorativasatualizadas são sempre bem vindas no intuito de agenciar nosso lar da melhormaneira possível. Porém, devemos, enquanto profissionais arquitetos eurbanistas, rever nossos conceitos e nossas ações. Ou continuamos nesse percursodegenerativo da profissão perante toda a sociedade, tratando-a como algosupérfluo e alienado; ou resgatamos suas origens e seus princípios, revelando atodos que arquitetura e urbanismo são tão essenciais quanto a medicina, odireito e a educação.


Ricardo TrevisanProfessor e coordenador do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UniversidadeEstadual de Goiás.
e-mail: prof.trevisan@gmail.com

quarta-feira, 20 de maio de 2009

COMUNIDADE CULTURAL


Se você quer participar de algo diferente, convido para a comunidade cultural, sábado dia 30 de maio. Vai ser bem legal. Vou expor algumas fotos lá.

CARICATURA


Gosto de caricaturas e recebi um email com algumas imagens de caricaturas fantásticas...fui atrás do autor e descobri que se trata de Tiago Hoisel, o baiano tem caricaturas publicadas em várias revistas brasileiras, mas o site dele. Muito legal mesmo. Confiram.

domingo, 17 de maio de 2009

COMPONENTES DO SKETCH UP

Pessoal do DP1.
Eu falei que colocaria aqui no blog alguns arquivos do skecthup, mas os arquivos são muito grandes e não deu para enviar para o 4share. Quem tiver interesse nos arquivos basta levar um cd ou um pen drive - com espaço livre - para gravar os arquivos.
São componentes e alguns videos tutoriais bem interessantes...

Valeu!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

RESULTADO DO SORTEIO DA CAMISETA


O sorteio da camiseta comemorativa de um ano está parecendo promessa de campanha política...daqui uns dias o blog completa dois anos e devo o presente de um ano...então lá vai.
Vou explicar as regras do sorteio. Fiz assim, somei alguns números importantes da minha vida aleatóriamente e o resultado foi o número 26. Fui até minha caixa de entrada de email, onde guardo os comentários do blog e procurei o comentário de número 26....e o resultado é: puts ...vão achar que é pura marmelada...o cara que escreve mais aqui no blog...Albérico Nogueira...

Ele é o vencedor do primeiro sorteio do blogdobraulio e vai ganhar uma camiseta com uma estampa personalizada da zebradesing...grande abraço alb...eis o comentário do garoto:


Tem isso tbm... Nem estava pensando nos filhos de franscisco e nos plantadores de tomate. Pra mim, acho mais forte o tal "pequi", "goiás velho", "cora coralina" essas coisas que já ficaram batidas na musica goiana. Sem ofender quem gosta. Gosto se lamenta. Mas o pessoal de fora conhece mais o sertanejo mesmo. Você está certo.


Na verdade era o comentário do comentário...por isso é que tá meio maluco...rs...
Assim que entregar o prêmio posto o vídeo aqui...
Em breve um novo concurso para ganhar uma camiseta do blog.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

TRABALHO DE MODELAGEM DO EDIFÍCIO

Pessoal do DP1 da UCG...
O trabalho de modelagem do edifício está neste link.
http://www.4shared.com/file/105043861/59dd5472/Modelagem.html

Lembrem-se que além das fotografias também será entregue os desenhos de observação do edifício - pequenos croquis de compreensão do edifício.

Valeu.

terça-feira, 12 de maio de 2009

"TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES".

Vejam um depoimento que recebi. Não posso confirmar a veracidade dos números, mas pela experiência posso afirmar que se fosse uma ficção seria bem próxima da realidade.
Vamos aderir à campanha...Troque um parlamentar por 344 professores.

Sou professor de Física, de ensino médio de uma escola pública em uma cidade do interior da Bahia e gostaria de expor a você o meu salário bruto mensal: R$650,00 Eu fico com vergonha até de dizer, mas meu salário é R$650,00. Isso mesmo! E olha que eu ganho mais que outros colegas de profissão que não possuem um curso superior como eu e recebem minguados R$440,00. Será que alguém acha que, com um salário assim, a rede de ensino poderá contar com professores competentes e dispostos a ensinar? Não querendo generalizar, pois ainda existem bons professores lecionando, atualmente a regra é essa: O professor faz de conta que dá aula, o aluno faz de conta que aprende, o Governo faz de conta que paga e a escola aprova o aluno mal preparado. Incrível, mas é a pura verdade! Sinceramente, eu leciono porque sou um idealista e atualmente vejo a profissão como um trabalho social. Mas nessa semana, o soco que tomei na boca do estomago do meu idealismo foi duro! Descobri que um parlamentar brasileiro custa para o país R$10,2 milhões por ano. São os parlamentares mais caros do mundo. O minuto trabalhado aqui custa ao contribuinte R$11.545. Na Itália, são gastos com parlamentares R$3,9 milhões, na França, pouco mais de R$2,8 milhões, na Espanha, cada parlamentar custa por ano R$850 mil e na vizinha, Argentina, R$1,3 milhões. Trocando em miúdos, um parlamentar custa ao país, por baixo, 688 professores com curso superior ! Diante dos fatos, gostaria muito, amigo, que você divulgasse minha campanha, na qual o lema será: "TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES".

terça-feira, 5 de maio de 2009

CHAPINHA

Nunca gostei muito de chapinha em cabelo de mulher...prefiro a originalidade.
Original mesmo é a idéia desse comercial...divirtam-se.

video

TEXTO LEGAL


FOTOGRAFIA: Bráulio Vinícius Ferreira.

Mais um texto que não é de minha autoria que posto aqui no blog.
Tentei levantar informações na "rede" e tudo indica que a autoria é - realmente - do jornalista Alexandre Garcia.
Leiam com atenção.

SENTAR-SE À JANELA - Alexandre Garcia. - 06/03/2009 16h40
http://mais.uol.com.br/view/e8h4xmy8lnu8/sentarse-a-janela--alexandre-garcia

Era criança quando, pela primeira vez, entrei em um avião.A ansiedade de voar era enorme.Eu queria me sentar ao lado da janela de qualquer jeito, acompanhar ovôo desde o primeiro momento e sentir o avião correndo na pista cadavez mais rápido até a decolagem.Ao olhar pela janela via, sem palavras, o avião rompendo as nuvens,chegando ao céu azul.Tudo era novidade e fantasia.
Cresci, me formei, e comecei a trabalhar. No meu trabalho, desde oinício, voar era uma necessidade constante.As reuniões em outras cidades e a correria me obrigavam, às vezes, aestar em dois lugares num mesmo dia.No início pedia sempre poltronas ao lado da janela, e, ainda com olhosde menino, fitava as nuvens, curtia a viagem, e nem me incomodava deesperar um pouco mais para sair do avião, pegar a bagagem, coisa etal.O tempo foi passando, a correria aumentando, e já não fazia questão deme sentar à janela, nem mesmo de ver as nuvens, o sol, as cidadesabaixo, o mar ou qualquer paisagem que fosse.
Perdi o encanto. Pensava somente em chegar e sair, me acomodar rápidoe sair rápido.
As poltronas do corredor agora eram exigência . Mais fáceis para sairsem ter que esperar ninguém, sempre e sempre preocupado com a hora,com o compromisso, com tudo, menos com a viagem, com a paisagem,comigo mesmo.
Por um desses maravilhosos 'acasos' do destino, estava eu louco paravoltar de São Paulo numa tarde chuvosa, precisando chegar em Curitibao mais rápido possível.O vôo estava lotado e o único lugar disponível era uma janela, naúltima poltrona.Sem pensar concordei de imediato, peguei meu bilhete e fui para o embarque.Embarquei no avião, me acomodei na poltrona indicada: a janela.Janela que há muito eu não via, ou melhor, pela qual já não me preocupava em olhar.
E, num rompante, assim que o avião decolou, lembrei-me da primeira vezque voara.
Senti novamente e estranhamente aquela ansiedade, aquele frio na barriga.
Olhava o avião rompendo as nuvens escuras até que, tendo passado pelachuva, apareceu o céu.Era de um azul tão lindo como jamais tinha visto. E também o sol, quebrilhava como se tivesse acabado de nascer.Naquele instante, em que voltei a ser criança, percebi que estavadeixando de viver um pouco a cada viagem em que desprezava aquela vista.
Pensei comigo mesmo: será que em relação às outras coisas da minhavida eu também não havia deixado de me sentar à janela, como, porexemplo, olhar pela janela das minhas amizades, do meu casamento, domeu trabalho e convívio pessoal?
Creio que aos poucos, e mesmo sem perceber, deixamos de olhar pelajanela da nossa vida.
A vida também é uma viagem e se não nos sentarmos à janela, perdemos oque há de melhor: as paisagens, que são nossos amores, alegrias,tristezas, enfim, tudo o que nos mantém vivos.
Se viajarmos somente na poltrona do corredor, com pressa de chegar,sabe-se lá aonde, perderemos a oportunidade de apreciar as belezas quea viagem nos oferece.Se você também está num ritmo acelerado, pedindo sempre poltronas docorredor, para embarcar e desembarcar rápido e 'ganhar tempo', pare umpouco e reflita sobre aonde você quer chegar.
A aeronave da nossa existência voa célere e a duração da viagem não éanunciada pelo comandante.Não sabemos quanto tempo ainda nos resta.
Por essa razão, vale a pena sentar próximo da janela para não perdernenhum detalhe.
Afinal, 'a vida, a felicidade e a paz são caminhos e não destinos'.

EXERCÍCIOS ATUALIZADOS

Bom, esses são os exercícios atualizados do skecth up.
Abraços e bom trabalho.

EXERCÍCIOS SKETCH UP

NomedoalunoA0X_nomedotrabalho.skp

1 – SÓLIDOS GEOMÉTRICOS
· HEXAEDRO aresta 4,3 m
· CILINDRO raio: 2,5 m; altura: 6,0m
· PRISMA REGULAR DE BASE TRIANGULAR aresta da base: 3,1 m ; altura: 7,55 m;
· PIRÂMIDE REGULAR DE BASE QUADRADA aresta da base: 2,5m; altura 5,0m
· CONE raio : 3m; altura 5,5m

2 – SÓLIDOS DA APOSTILA
O orientador vai estipular quais serão os modelos.

3 – DECOMPOSIÇÃO DO CUBO.
Fazer o seu modelo

4 – VISTAS ORTOGRÁFICAS.
Fazer os quatro modelos.

5 - TRABALHO DE TRAMOS URBANOS
O trabalho é individual.
. Modelar o trecho em estudo na disciplina de PR1 contendo:
- imagem do Google earth;
- layers diversos conforme usos;
- cores diferentes;
- quadras;
- ruas;
- calçadas;
- edifícios de forma simplificada;
- componentes (árvores, mobiliários urbanos, postes etc)

sábado, 2 de maio de 2009

DESIGN LÍQUIDO - PALESTRA




Será realizada no dia 07 de maio (quinta-feira), no auditório da UnUCET, apartir das 13h30 (entrada livre).

Palestra do arquiteto Guto Requena (Nomads.USP), intitulada"Design Líquido: tendências e Comportamentos", como início das atividades daSemana de Arquitetura. Nela, o arquiteto e professor pretende apresentar parte dos resultados da suapesquisa de mestrado "Habitar Híbrido: Design e Experiência na Era daCibercultura", defendida em 2007 na USP.
Irá tratar sobre tendências decomportamento da sociedade atual, com foco na influências das novas tecnologiasde informação e comunicação, apresentando ainda alguns projetos de arquitetura,mobiliário e design de interiores que ilustram partes dos conceitos, e mais 2projetos pessoais, frutos da pesquisa: Projeto "Bohemian Cyborg" e projeto "MEMO12:01".