quinta-feira, 26 de julho de 2012

Bispo recusa comenda e impõe constrangimento ao Senado Federal.



Num plenário esvaziado, apenas com alguns parlamentares, parentes e amigos do homenageado, o bispo cearense de Limoeiro do Norte, Dom Manuel Edmilson Cruz, impôs um espetacular constrangimento ao Senado Federal.
Dom Manuel chegou a receber a placa de referência da Comenda dos Direitos Humanos Dom Hélder Câmara das mãos do senador Inácio Arruda (PCdoB/CE).
Mas, ao discursar, ele recusou a homenagem em protesto ao reajuste de 61,8% concedido pelos próprios deputados e senadores aos seus salários. “A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Hélder Câmara. Desfigura-a, porém. De seguro, sem ressentimentos e agindo por amor e com respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la”.
O público aplaudiu a decisão. O bispo destacou que a realidade da população mais carente, obrigada a enfrentar filas nos hospitais da rede pública, contrasta com a confortável situação salarial dos parlamentares. E acrescentou que o aumento “é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão contribuinte. Fere a dignidade do povo brasileiro que com o suor de seu rosto santifica o trabalho diário.


Recebi o texto por email e sem autoria assinada.

3 comentários:

  1. E para os professores Universitários, o Governo propõe para o salário, apenas uma correção da inflação. Isso para o ano de 2015. Isso é uma vergonha!!!

    ResponderExcluir
  2. Isso aconteceu em dezembro de 2010,mas ainda é um atual... Bravo!

    ResponderExcluir
  3. O Legislativo Federal, está vendo que não convence mais com estas atitudes .

    ResponderExcluir

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.