quinta-feira, 3 de outubro de 2013

EXPODERIVA 2013 - J. B. Alencastro





Aparando a idade 

Passaram-se anos e aqui estou incólume
Foram cortes daqui e dali
No meu corpo, na minha vida

O reboco das coisas ficou inacabado
E eu sei que assim permanecerá
Pois o reflexo de tudo que fiz
Só soma para eu prosseguir 

Não me vejo velho nem cansado
Só um pouco diferente 
Daquilo que fui ou poderia ser 
Pois de mim mesmo, consegui sobreviver

JB Alencastro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.