sábado, 16 de novembro de 2013

EXPODERIVA 2013 - Jô Levy



"Sempre olhei o centro da cidade como um lugar de passagem. Derivar pelo centro me possibilitou enxergar os vestígios do cotidiano de quem está fixado ali. Quem mora ou trabalha num lugar de fluxo, como o centro, aprende a estabelecer limites entre o lado de cá e o lado de lá, da rua.  De tantas imagens que meu olhar captou, selecionei cinco delas que apontam para os vãos entre o espaço público e o privado: as portas e janelas."












2 comentários:

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.