domingo, 18 de outubro de 2015

Deriva do Bem - Cidade de Goiás




O tratamento das lacunas em uma obra de arte, seja em objetos arquitetônicos, escultóricos ou pictóricos, tem resultado em soluções muito variadas, por vezes até opostas, no campo do restauro. Cesare Brandi aponta que tal variedade de soluções tem se dado pelo fato das lacunas serem tratadas empiricamente, quando na verdade deveriam ser objeto de uma decisão teórica. Mas, como promover uma aproximação suficiente da teoria com a prática do restauro, a ponto de se conseguir compatibilizar uma à outra?


[Fragmento Texto: Os limites do restauro: impasses projetuais]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.