quinta-feira, 31 de março de 2016

Deriva do Bem 2016


O Bosque dos Buritis, então denominado Parque dos Buritis, foi previsto no plano original de Goiânia (1933-1935), de Attilio Corrêa Lima. Na tentativa de evitar o desmatamento das áreas verdes com uma possível expansão desordenada da cidade, Attilio demarcou as reservas ambientais, que teriam usos futuros de parques ou bosques, afirmando que embora só mais tarde a administração pública pudesse urbanizá-las, as demarcações impediriam que o governo se dispusesse das mesmas para outros fins que não os previstos. Dentro dessa lógica, definiu o Parque dos Buritis como um espaço livre, inalienável, que não poderia ter seu uso como área de lazer e de preservação ambiental alterado.

Foto: Rossana Sena - Deriva do Bem 2014 
Texto: Ana Flávia R. Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.