terça-feira, 26 de abril de 2016

Sistema inovador de laje grelhada usa 55% menos concreto


  HOLEDECK lean technology from HOLEDECK on Vimeo.

Uma das imagens mais emblemáticas da Bienal de Veneza 2014 veio da exposição Elements of Architecture, de Rem Koolhaas, em que um corte de um falso forro suspenso, repleto de dutos e fiação era dramaticamente sobreposto ao domo do pavilhão central do Giardini. O gesto trazia uma crítica à redução da arquitetura à mero tratamento de superfícies  - mas para os fabricantes do Holedeck, um sistema estrutural que recentemente venceu o Prêmio de Inovação do CTBU 2015, os pecados da típica laje de concreto e forro suspenso são muito maiores.

O sistema de laje de concreto do Holedeck usa 55% menos concreto que um alaje tradicional, o que o torna significativamente menos agressivo ao meio ambiente que os sistemas mais comuns, além disso, as lajes são também mais finas, o que permite um maior número de pavimentos em edifícios em altura.

Oferecendo lajes em duas espessuras - 300 milímetros e 450 milímetros - o Holedeck consiste em um sistema de lajes estruturais expostas que pode receber dutos, sistema de iluminação e outros equipamentos mecânicos dentro e em torno de sua própria estrutura. Usando um novo tipo de forma de concreto, o sistema é basicamente uma evolução do conhecido sistema de laje grelhada, porém, as novas estruturas apresentam um orifício em cada módulo do sistema, criando uma rede de espaços abertos na estrutura da laje. Além disso, a forma modular usada em sua fabricação permite criar orifícios no topo da laje, permitindo que os sistemas mecânicos se conectem verticalmente. Vale o Clique!

Via ArchDaily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.