quinta-feira, 9 de junho de 2016

Expoderiva 2016 - Caminho do Sol - JB Alencastro

Abandono

Quantas festas aí tiveram?
Quantas pessoas aí moraram?
Quantas vidas aí passaram?

Não sei se está em reformas
Não sei qual será o destino
Não sei se quedará em ruínas

Bem quero que fique viva
Pelo menos na memória
Daquele que um dia aí fizeram
Desta casa o seu lar 

Eu tive a minha casa de infância
Ela não existe mais fisicamente
Só na minha lembrança
Abandonada numa esquina do passado.

Sei que é só uma casa
Mas não apenas dói
Machucam os escombros
Do tempo que não volta mais.

JB Alencastro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.