quinta-feira, 23 de junho de 2016

Relatório do CREA-RJ sobre desabamento da ciclovia - houve falha na licitação







Em relatório apresentado no fim do mês de março pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RJ), foi constatado que a empresa Geo-Rio, responsável pela licitação da ciclovia Tim Maia no Rio de Janeiro, que desabou parcialmente no mês de abril, retirou do edital de licitação a exigência de que as empresas interessadas na obra da ciclovia na Avenida Niemeyer tivessem experiência prévia comprovada com execução de pontes e viadutos.

O documento também conclui que consórcio Contemat/Concrejato não contratou um fornecedor especializado para o projeto, não fez estudos oceanográficos sobre o impacto das ondas na estrutura e não foi punido pela prefeitura pelo acidente do dia 21 de abril, em que duas pessoas morreram com a queda da ciclovia. Por esse motivo, o parecer foi inconclusivo e não identificou quem seria responsável pela queda.

Confira abaixo os detalhes das principais conclusões do relatório do grupo de trabalho para investigação das causas do acidente, instituído pela Portaria AD/PRES RJ nº 0139/2016 do Crea-RJ, de 27/04/2016:

Falha de Projeto: Falta de estudos preliminares oceanográficos dos efeitos das ondas sobre a estrutura da ciclovia.

Evidências: Nos Projetos básico e executivo faltam estudos oceanográficos. A única referência na memória de cálculo das empresas sub-contratadas pelo Consórcio foi considerar, em todos os vãos, o efeito de ondas nos pilares a uma altura de até 2,5 metros.

Para conferir as falhas na licitação e na fiscalização do contrato, Vale o Clique!

Via ArchDaily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.