sábado, 16 de julho de 2016

Gruta feita com 10 mil amostras de árvores do mundo todo

Os jardins da Universidade de Bristol, na Inglaterra, ganharam recentemente uma obra de arte pública que representa a história da evolução do planeta. O projeto marca a abertura do evento University’s New Life Sciences. Criada pela artista Katie Paterson, com a colaboração dos arquitetos Zeller & Moye, Hollow é um espaço de meditação criado com amostras de 10 mil espécies de árvores – algumas delas com milhões de anos, como os fósseis de madeira petrificada, que remontam as primeiras florestas, de 390 milhões de anos.

O projeto é resultado de uma pesquisa de três anos, que acabou formando uma das maiores coleções de espécies de árvores já vistas no Reino Unido, construída graças à generosidade de viveiros e colecionadores do mundo todo. De acordo com os criadores, a instalação forma um imenso cosmo de madeira, produzindo texturas, aberturas e estalactites.

A fachada assimétrica reflete as diferentes alturas das árvores, representando a diversidade de uma floresta. Ao entrar, é como se o visitante estivesse dentro da mata em miniatura, sentido o clima quente e denso e experimentando a monumental coleção de árvores ao seu redor. Logo acima, algumas aberturas no teto deixam a luz entrar, imitando como os raios de sol atravessam folhas e galhos. Vale o Clique!

Via Casa Vogue

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.