sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Lateral Thinking - Desbloqueio Criativo




Pesquisas, brainstorm, mindmap e muitos sketches são algumas das técnicas que usamos para fugir do bloqueio criativo. Na maioria das vezes, persistimos em um caminho que aparentemente é o correto, mas ele não termina. É como percorrer uma rua utilizando vários meios: skate, patinete, ônibus, carro, metrô, bicicleta, trem, a pé… É cansativo. O pior é que a rua não acaba e você não chega ao seu objetivo.

No processo criativo, somos frequentemente direcionados pelo cérebro a seguir um caminho convencional e confortável, dentro da lógica das informações que recebemos ao longo da nossa vida. Basicamente, a nossa mente está vulnerável a viciar-se em direções que deveriam fazer sentido e trazer resultados.

Vamos fazer um teste? Imagine que há um cliente da área de odontologia solicitando o serviço de criação de marca para o seu consultório. Comece a desenvolver a marca na sua mente e tente criar algumas opções imaginárias. Faça uma pausa antes de continuar lendo.

Tenho certeza que a primeira coisa na qual pensou foi na logo em formato de um dente. Experimente ir até o Behance e pesquisar por marcas ligadas a odontologia. Trabalhos criativos, mas a maioria dos símbolos são conectados ao comum. Por que não fazer melhor?

Em 1967, Edward de Bono,autoridade mundial no tema do pensamento criativo e inovação, criou o método que hoje é a base para todas aquelas peças geniais que admiramos em blogs, anuários e nas premiações do Cannes: O Lateral Thinking, ou Pensamento Lateral. Consiste em deixar de abordar o problema de forma direta e passar a observá-lo de todos os ângulos e perspectivas possíveis.

Para conhecer mais, Vale o Clique!

Via Design Culture

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.