sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O design de forno a lenha, por Yanes Würl






O brasileiro radicado na Suíça Yanes Würl trouxe a modernidade ao primitivo forno à lenha, tão utilizado ainda hoje no interior do Brasil. Würl tinha como objetivo desenvolver o protótipo de um forno com formas atrativas e que também criasse um ambiente aconchegante. O projeto virou realidade em seu último ano na École Cantonale d’Art de Lausanne (ECAL). Para adaptar o forno às necessidades e características das casas atuais, algumas medidas foram tomadas.

A base de concreto armazena a madeira para o robusto forno de ferro fundido, localizado na parte superior da peça e que deve ser ligado a uma chaminé. Toda a fumaça produzida pela queima da madeira fica presa, proporcionando assim o aumento da temperatura na parte plana, em cima do forno. Desta forma, é possível aquecer pratos, ferver a água da chaleira e ainda esquentar um ambiente de até 120 metros quadrados.

Todo o calor é controlado pela posição de uma porta que desliza. Feita de aço Corten, que permanece mais frio do que o ferro fundido, a porta pode ser aberta sem o uso de luvas. O protótipo ainda não tem data exata para ser produzido, mas se depender da boa aceitação ao projeto de Würl, esta data não deve demorar muito para chegar.

Via Anual Design

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.