domingo, 22 de outubro de 2017

A casa dos Flintstones em Portugal







Se você foi uma daquelas crianças que teve uma ótima infância e depois de ficar horas vendo TV já teve vontade em visitar a casa dos Flintstones, esse desejo pode ser realizado.

Do desenho para a vida real, a casa está localizada na Serra de Fafe, no norte de Portugal. A Casa do Penedo, como foi nomeada, foi construída pela Família Rodrigues em 1972 e é um grande atrativo para turistas e arquitetos de todo mundo, e até mesmo causa dúvidas em relação ao material de sua construção, a rocha. Ela foi realmente toda construída de pedra, com a exceção do telhado, portas e janelas.

A casa é utilizada como residência de férias, e não como moradia definitiva. Para sua execução foram usadas 3 grandes rochas de granito pré-existente e possui mobília e escada feitas de troncos, e até um sofá de 350 quilos que foi feito de madeira de eucalipto. Uma grande curiosidade é que a casa não possui energia elétrica, fazendo assim com que as pessoas se sintam realmente na idade da pedra. Confira!






Via Sala 7 Design


sábado, 21 de outubro de 2017

Posto abandonado vai virar praça com minifloresta, SP

A prefeitura já retirou todo o lixo e entulho do terreno: foram dez caminhões cheios de lixo. Também foi realizada a retirada dos tanques de combustível, que permaneciam enterrados no local, com financiamento do ambientalista Sergio Reis que contratou uma empresa especializada.

Houve grande preocupação com a contaminação do solo, por se tratar de um antigo posto de combustível, porém a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) considerou a contaminação no local baixa e estável, o que permite que o plantio seja realizado com devidos cuidados, como a troca da terra da camada superficial do terreno, isolando o contato direto do solo parcialmente contaminado.

“Nós ainda estamos desenhando o projeto da praça mas a ideia é fazê-la com espaço para convivência, bancos e trechos mais densos em árvores. Vamos dar foco nas araucárias, a ideia é chamá-la de Praça das Araucárias”, disse Nik Sabey do Novas Árvores Por Aí ao CicloVivo.

Via Ciclo Vivo

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Nike cria a primeira pista de corrida em LED

Nike Unlimited Stadium from Zac Ong on Vimeo.


Em Manila, capital das Filipinas, a Nike criou uma pista de corrida LED, que é chamada de Estádio Ilimitado.

O layout tem modelo de “estádio ilimitado” inspirado na pegada do solado do tênis NIKE LunarEpic. A pista tem 200 metros e, além do formato do tênis, forma a figura oito.

A pista é revestida com telas LED e até 30 corredores podem participar de uma corrida virtual onde eles disputam contra si próprio, dessa forma devem superar o maior adversário: nós mesmos na arena. Depois de definir o tempo de volta, o sensor é anexado ao sapato do atleta e com seu avatar, que é o concorrente de corrida, os atletas são apresentados a uma série de desafios. Quanto mais rápido você correr, mais rápido o avatar corre. Essa é uma forma de estimular os corredores a acompanharem o seu próprio ritmo. Vale o Clique!

Via Café com Galo 

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Islândia aposta em faixa de pedestre 3D para evitar acidentes



A pequena cidade de Ísafjörður, na Islândia, é a pioneira do país em adotar uma faixa de pedestres 3D. A intenção é que a ilusão de ótica causada pela faixa faça os motoristas reduzirem a velocidades antes de chegarem até ela, evitando que pedestres sejam incomodados com carros em cima da faixa e até mesmo para evitar acidentes.

O projeto é coordenado pela empresa Vegamálun. Segundo ela, a faixa 3D dá ao motorista a impressão de que a rua está bloqueada, fazendo-o reduzir a velocidade do automóvel bem antes de chegar à faixa. Para a visão do pedestre, nada muda.

Via B9

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Praças em Salvador ganharão piso feito de pneu reciclado

Pisos confeccionados a partir de borracha de pneus reciclados serão implantados pela Prefeitura de Salvador em praças públicas nos próximos anos. A alternativa visa promover a destinação ecologicamente correta desse material.

O novo pavimento será adaptado em parques infantis, pista de cooper, academias ao ar livre, podendo ainda ser transformado em piso tátil, rampa de acessibilidade e em equipamentos de vias públicas como redutores de velocidade e tampas de poços de visitas. A iniciativa foi idealizada pela Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal).

A Praça ACM, no São Caetano – um dos espaços públicos de convivência mais frequentados em Salvador – foi selecionada, num projeto piloto, para receber pisos emborrachados até novembro. A partir dos resultados apresentados com o uso da população, a Seman catalogará informações e análises para, a partir de janeiro do próximo ano, desenvolver a produção em série dos pavimentos ecológicos. O piso ecológico pode ser utilizado em ambientes abertos, pois permite a passagem de água, colaborando com a permeabilização do solo.

O material possui baixa taxa de flamabilidade, alta absorção de impacto, é antiderrapante, antifungos, atóxico, antialérgico, podendo ser produzido em várias cores, tamanhos e formatos. O piso  terá produção integral na própria fábrica da Desal, na BR-324. A reciclagem de pneus para confecção de pisos é uma solução sustentável que colabora com o descarte correto da borracha, que demora cerca de 600 anos para se decompor quando descartada na natureza. Pior do que descartá-los é queimá-los, pois nesse caso a fumaça libera diversos poluentes, a exemplo de carbono e enxofre. As informações são da Prefeitura de Salvador.

Via Ciclo Vivo

terça-feira, 17 de outubro de 2017

ONU oferece curso online sobre Mudanças Climáticas - Gratuito com certificado



Depois do sucesso do curso do SUS sobre medicina natural, a ONU também oferece um curso no mesmo estilo sobre Mudanças Climáticas. As aulas são introdutórias e qualquer um interessado pode fazer! Basta entrar neste link e fazer inscrição.

Disponível em cinco diferentes idiomas, o curso online e gratuito já foi concluído por mais de 10 mil pessoas ao redor do mundo. A versão em português foi idealizada em conjunto com a Unesco e é composta por seis módulos:
– Introdução à ciência da mudança climática;
– Introdução ao marco internacional legal e de políticas para enfrentamento da mudança climática;
– Introdução à adaptação à mudança climática;
– Introdução à mitigação da mudança climática;
– Introdução ao financiamento climático;
– Introdução ao planejamento para a mudança climática.

E o mais legal: a ONU emite certificado de conclusão de curso para os alunos. Basta realizar teste para cada um dos módulos estudados e ter mais de 70% de aproveitamento em cada um deles.

Segundo a entidade, a intenção é, num futuro próximo, disponibilizar outros cursos na mesma plataforma online. Já tem até organizações usando a ferramenta como treinamento de funcionários e agentes interessados.  Mais detalhes, Vale o Clique!

Via The Greenest Post

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Parque temático para amantes dos vinhos



Amantes dos vinhos já tem uma nova parada na França. É o La Cité du Vin, um parque temático inspirado na bebida dionisíaca.

Localizado em Bordeaux, na França, o espaço reúne mais de 20 áreas temáticas sobre o vinho. Entre elas, espaços dedicados à degustação e à história da bebida. A atração conta ainda com um local para realização de aulas e workshops, em um auditório com capacidade para 250 pessoas.

Toda a construção foi inspirada no universo viticultor. O design do edifício, assinado pelos arquitetos Anouk Legendre e Nicolas Desmazières, traz referências a garrafas e decanters de vinho. Ao final do passeio, os visitantes ainda podem desfrutar de uma incrível vista da região de Bordeaux no espaço panorâmico La Cité du Vin’s Belvedere.

A entrada para a exposição permanente custa € 20 e pode ser adquirida online – o ticket inclui ainda a degustação de uma taça de vinho. Para acesso a outras áreas do complexo, o ingresso sai por € 25. Veja todos os tipos de entradas disponíveis no site da atração.

Via Hypeness

domingo, 15 de outubro de 2017

Nouvelle AOM redesenhará Torre Montparnasse em Paris



O consórcio Nouvelle AOM foi anunciado como vencedor do concurso internacional para a renovação e redesenho da Torre Montparnasse de Paris, superando o finalista Studio Gang e uma lista de grandes escritórios.

Elogiado pelo júri por sua "identidade poderosa, dinâmica e ousada", a proposta vencedora irá introduzir um sistema de fachada verde inteiramente nova que melhorará o entorno imediato da torre e o bairro como um todo.

"Este foi um grande desafio, já que a Torre não é como qualquer outra", explicou o júri. "O projeto da Nouvelle AOM captura perfeitamente o espírito do século XXI, dando à Torre uma identidade multifacetada que gira em torno de novos, atraentes e inovadores usos. A Torre vai dar vida nova ao bairro de Montparnasse".

"A cidade de Paris está encantada com esta escolha, que marca o início de uma grande transformação tanto da Torre Montparnasse quanto da própria cidade", acrescentou Jean-Louis Missika, vice-prefeito de Paris para planejamento urbano, arquitetura, atratividade, desenvolvimento econômico e as iniciativas da Grande Paris (Grand Paris).

"O projeto de Nouvelle AOM está perfeitamente alinhado com a nossa visão arquitetônica: focada resolutamente em usos, tipo para o meio ambiente e exemplar em termos de eficiência energética. A sutil intenção arquitetônica do consórcio permitirá que a Torre recupere os corações do povo de Paris".

Elogiado pelo júri por sua "identidade poderosa, dinâmica e ousada", a proposta vencedora irá introduzir um sistema de fachada verde inteiramente nova que melhorará o entorno imediato da torre e o bairro como um todo.

"Este foi um grande desafio, já que a Torre não é como qualquer outra", explicou o júri. "O projeto da Nouvelle AOM captura perfeitamente o espírito do século XXI, dando à Torre uma identidade multifacetada que gira em torno de novos, atraentes e inovadores usos. A Torre vai dar vida nova ao bairro de Montparnasse".

"A cidade de Paris está encantada com esta escolha, que marca o início de uma grande transformação tanto da Torre Montparnasse quanto da própria cidade", acrescentou Jean-Louis Missika, vice-prefeito de Paris para planejamento urbano, arquitetura, atratividade, desenvolvimento econômico e as iniciativas da Grande Paris (Grand Paris).

"O projeto de Nouvelle AOM está perfeitamente alinhado com a nossa visão arquitetônica: focada resolutamente em usos, tipo para o meio ambiente e exemplar em termos de eficiência energética. A sutil intenção arquitetônica do consórcio permitirá que a Torre recupere os corações do povo de Paris".

O consórcio da Nouvelle AOM foi criado para realizar este projeto, composto por três empresas com sede em Paris que trabalham em colaboração: Franklin Azzi Architecture, Chartier Dalix Architectes e Hardel et le Behan Architectes. O projeto rompe o foco vertical da torre original, substituindo-o por uma ênfase em elementos horizontais mais acessíveis. Uma nova fachada transformará a atmosfera do edifício, substituindo superfícies opacas por transparentes.

"Quando assumimos o desafio deste concurso emocionante, nosso foco foi revelar a beleza do Tour Montparnasse de dentro para fora. Conseguimos isso incorporando usos radicalmente novos e criando uma reforma ecológica sustentável e verde da fachada. O objetivo é tornar a Torre um ícone da revolução da energia do século XXI ", explica Nouvelle AOM.

O projeto de 300 milhões de euros, financiado inteiramente pelos co-proprietários da torre, está programado para ser concluído a tempo para os Jogos Olímpicos de 2024 em Paris.

Via ArchDaily

sábado, 14 de outubro de 2017

Na Dinamarca, uma torre em espiral para apreciar a floresta









Já imaginou poder caminhar sobre a copa das árvores? Foi pensando nesse desafio que os arquitetos do escritório dinamarquês Effekt desenvolveram o projeto da Treetop Experience. Trata-se de uma torre em espiral no meio da floresta. A ideia foi criar um roteiro de experiência única para os visitantes que amam a natureza e desejam visualizar toda a biodiversidade da área sob um novo ângulo.

Localizada em Gisselfeld Klosters Skove, uma floresta preservada próxima à Copenhague, a torre funciona como uma rampa de madeira contínua e acessível a todos, independente da condição física, pois é possível parar para descansar ou subir até onde quiser para apreciar a paisagem. Além disso, a inclinação suave permite uma caminhada tranquila.

O roteiro do passeio passa por uma região montanhosa, onde é possível visualizar lagos, riachos e diversas espécies de plantas. A passarela mais alta passa pelas áreas mais antigas da floresta e também possui uma série de atividades educativas sobre o meio ambiente. A mais baixa passa pela parte mais jovem. A caminhada pela Treetop acaba no mirante de observação, localizado a 45 metros do solo.

O desenho da torre foi pensado para melhorar a experiência do visitante. Em vez do típico formato cilíndrico, os arquitetos escolheram um perfil curvo, que lembra uma ampulheta, com a base e o topo maiores do que o meio. Além de ajudar na estabilidade da estrutura, esse desenho aumenta a área de observação no alto. Todo o espaço de caminhada será cercado por uma rede de aço corten, que não interrompe a vista e mantém a segurança dos visitantes.

Via Casa Vogue

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Enfermeira cria belas pinturas usando seringas


Você também morre de medo de agulha? Então talvez essa seja a chance de mudar seu conceito sobre as terríveis seringas e descobrir uma função menos dolorosa para elas: a arte.

Sim, quem diria que seringas pudessem se transformar em um objeto para fazer arte? Pelo menos é assim nas mãos da enfermeira (e artista) Kimberly Joy.

Com uma habilidade impressionante, ela cria incríveis pinturas com esse inusitado objeto.  Vale o Clique!

Via Designerd

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

A arte com papel, por Makerie Studio







É sempre bom encontrar inspiração na arte digital, mas parece que a arte física tem um charme que só ela consegue proporcionar.

A dupla Julie Wilkinson e Joyanne Horscroft, responsável prelo Makerie Studio cria belíssimos animais em papel, e atendem grandes marcas como Gucci, Victoria’s Secret, Prada e Montblanc.

Sua arte impressiona pelo nível de detalhes e pela beleza inegável das peças. Vale o Clique!





Via Designerd

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Caloi apresenta novo posicionamento e identidade visual

Video Case - Caloi - Fabricamos Ciclistas from SalveTribal Worldwide on Vimeo.


A Caloi anunciou algumas mudanças gerais que abrangem o posicionamento da marca, assim como a identidade visual e a estratégia de comunicação.

As reformulações são assinadas pela agência SalveTribal Worldwide e surgem pela necessidade da marca em criar uma comunicação direta com o público, focando nas pessoas e não apenas nos produtos.

A ideia é resgatar tudo o que a marca já fez nesses 120 anos de história, principalmente o quanto ela está presente na formação de vencedores, por isso o ícone “O Vencedor”, que foi redesenhado e ganhou um caráter mais inclusivo, passando de um homem jovem pedalando, tornado-se uma figura sem gênero e sem idade.

O vídeo da campanha traz uma linguagem fotográfica que busca representar cada consumidor em seus diferentes nichos. Vale o Clique!

Via B9

terça-feira, 10 de outubro de 2017

VAGA DE ESTÁGIO_ARQUITETURA E URBANISMO



O Escritório Borges e Maciel Arquitetura Contemporânea abriu processo de seleção para vagas de estágio. O foco dos trabalhos do escritório para a vaga concentra-se em Arquitetura de Interiores e os interessados deverão ter conhecimentos nos programas Revit e Lumion. Enviar currículo para contato@borgesmaciel.arq.br.


Está chegando o 15º Goiânia em Cena





Secult divulga programação do Goiânia em Cena 2017. Total de 40 projetos de teatro, dança, circo, performances e música integra a programação do festival que acontece de 13 a 22 de outubro na capital.

A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) divulga nesta quarta-feira, 4, a programação da 15ª edição do Festival Internacional de Artes Cênicas Goiânia em Cena, que acontece de 13 a 22 de outubro de 2017, e integra as comemorações do aniversário capital. O festival tem como objetivo incentivar as artes cênicas em suas diversas manifestações, valorizando iniciativas inovadoras, linguagens tradicionais e contemporâneas.

Serão mais de 30 projetos locais de teatro, circo, dança, performances e música, além de espetáculos nacionais e internacionais e uma oficina de luminotécnica cênica. As apresentações acontecem em diversos pontos da cidade, como os tradicionais Teatro Goiânia, Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, Espaço Sonhus e Centro Cultural UFG, além de espaços públicos como Feira do Cerrado, Bosque dos Buritis, Parque Flamboyant e Eixo Anhanguera.

Os ingressos para as apresentações que acontecem nos espaços fechados permanecem por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada). A novidade deste ano é que adquirindo os convites para mais de 4 espetáculos, o valor cai para R$ 5, cada.

O grande destaque da edição é o espetáculo Joana, A Valente, que acontece no dia 17, às 20h30, no Teatro Goiânia, com a atriz, palhaça e mímica sueca Gardi Hutter, uma das mais importantes comediantes da Suíça e referência mundial na arte da palhaçaria, e que estará pela primeira vez em Goiás.

O secretário municipal de Cultura, Kleber Adorno, destaca a importância do evento. “O Goiânia em Cena é um festival consolidado e que já faz parte do calendário da nossa cidade, democratizando o acesso à arte e promovendo a produção local. Sua realização, mesmo diante das dificuldades enfrentadas demonstra a valorização que o governo municipal à Cultura”.

Os espetáculos locais que integram o festival foram selecionados através de edital, que destinou R$ 197,5 mil, oriundos do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), para o pagamento dos cachês que vão até R$ 7 mil. “Hoje, o cachê pago pelo Goiânia em Cena aos grupos locais é o maior do país se comparado com outros eventos parecidos, que geralmente só fornecem ajuda de custo. Isso é algo inédito no país”, destaca a coordenadora do festival, Marci Dornellas.

A Secult espera um público de cerca de 10 mil espectadores nos dez dias de festival.

Para conferir a programação completa, Vale o Clique!

Via Secult

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Margens do Rio Pinheiros receberá 18 mil árvores nativas

O Governo do Estado, a Prefeitura e a Vivo anunciaram no último dia 28 o plantio de 18 mil árvores na lateral da Marginal Pinheiros. A ação Marginal Verde, da Prefeitura, em conjunto com o projeto Pomar Urbano, do Governo do Estado, reflorestará 13,5 quilômetros da via com mudas nativas da Mata Atlântica. O plantio será totalmente custeado pela Vivo com um investimento total estimado em R$ 2,7 milhões, incluindo implantação e manutenção, com previsão de duração de quatro anos.

Segundo o prefeito João Doria, a expectativa é que até o final do mês de março todo o projeto esteja concluído. “O período de execução desse projeto é de seis meses. Começa em outubro e vai até 30 de março de 2018″, disse.

Além das árvores de 120 espécies nativas regionais diferentes, serão plantados na Marginal Pinheiros 2 mil arbustos ornamentais e flores nativas de forração. Também está previsto o plantio de árvores frutíferas raras da Mata Atlântica como o Cambuci, eleita em 1950 símbolo da cidade, e que está quase em extinção na capital paulista.

A vegetação escolhida para o projeto tem uma forte ligação com a história e cultura da cidade. O Pinheiros já foi chamado de rio Jurubatuba (“muitas palmeiras”, na língua indígena), por causa da antiga abundância de palmeiras em suas margens, que alimentavam pássaros, esquilos, tucanos de bico verde e papagaios. Por conta disso, o projeto prevê o plantio de 3 mil palmeiras já em porte acima de 2 metros de altura. O projeto formará um grande corredor verde que permitirá o trânsito da fauna nativa conectando áreas verdes da região como os parques Villa Lobos, Alfredo Volpi, Burle Marx, o Jóquei Clube e a Cidade Universitária.

O plantio das árvores também irá contribuir para a diminuição da temperatura da região por onde, diariamente, circulam cerca de 3 milhões de pessoas, aumentando a umidade do ar e reduzindo ruídos, além de funcionar como um filtro para a poeira e gases tóxicos dos carros. Já a fauna nativa contribuirá para o combate a pragas urbanas como baratas, cupins, mosquitos e pernilongos, além de ser naturalmente responsável por espalhar mais sementes nativas por este corredor.

“É uma grande satisfação para o Grupo Telefônica participar desta parceria. Uma grande empresa, além dos compromissos com os clientes e fornecedores, deve ter um compromisso com a sociedade”, afirma o presidente executivo da Telefônica Brasil, Eduardo Navarro.

O projeto apresentará baixo custo de manutenção e rápido crescimento pelo uso da técnica “Floresta de Bolso”, que reúne centenas de voluntários para plantar trechos de Mata Atlântica nas áreas públicas da cidade. Em seis meses, a Marginal Pinheiros já apresentará trechos florestados visíveis. O escritório de paisagismo responsável pelo projeto, contratado pela Vivo, é do renomado botânico Ricardo Cardim, que conta com um amplo portfólio de projetos de paisagismo em empreendimentos comerciais e residenciais.

Projeto Pomar Urbano

O projeto de recuperação ambiental e paisagística do rio Pinheiros, denominado Pomar Urbano, foi lançado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente em 1999 visando recuperar a vegetação e devolver a vida às margens do rio.

Desde o início do projeto, a parceria com a iniciativa privada foi central para a recuperação das margens do rio Pinheiros. As margens direita (leste) e esquerda (oeste) foram subdivididas em trechos, cedidos às empresas parceiras para implantação ou manutenção de projeto paisagístico.

Tudo em sinergia com o poder público, que por sua vez condensa os conhecimentos adquiridos nos projetos implantados na área, estabelecendo e atualizando parâmetros de implantação dos projetos paisagísticos, em um processo contínuo de aprendizado.

Via Ciclo Vivo


FARGO - Feira de Arte Goiás

FARGO – FEIRA DE ARTE GOIÁS - feira de artes visuais a ser realizada na Vila Cultural Cora Coralina, em Goiânia-GO, no período de 19 e 22 de Outubro de 2017, das 10 às 22 h, entrada gratuita, cujo objetivo principal é fomentar o mercado em torno das artes visuais e, dessa forma, fortalecer as relações produtivas comerciais, proporcionando visibilidade e possibilidades de negócios e escoamento dessa produção; destina-se a profissionais das artes e atividades paralelas.

A feira seguirá o modelo adotado na maioria das feiras do Brasil e do exterior, com expositores divididos em stands e os expositores serão selecionados por uma reputada curadoria.

Quer participar da FARGO? Submeta sua proposta; envie para o email arteplenacultural@gmail.com e conte-nos sobre seu produto.

Via FARGO

domingo, 8 de outubro de 2017

Goiânia recebe exposição de grafite com entrada gratuita




A exposição ‘Um homem escrevendo seu nome’ acontece na Vila Cultural Cora Coralina, uma exposição bacana voltada para o grafite. A obra é do artista urbano Eduardo Aiog e será apresentada na Sala CAT da Vila Cultural Cora Coralina.

Segundo o artista – que é presidente da Associação dos Grafiteiros do Estado de Goiás –, a proposta é levara para a galeria a essência da arte urbana que ele vem desenvolvendo nos últimos anos com uso de tinta spray, combinando cores e técnicas em tela.

‘Um homem escrevendo seu nome’ é atração garantida para quem gosta de arte e ficará exposta até o dia 14 de outubro, das 9h às 17h e a entrada é gratuita.



Via Curta Mais

Carregador solar portátil já está à venda

Imagine pode usar a energia do sol para carregar seu smartphone em qualquer lugar onde esteja? Pois isso já é possível. A companhia Yolk, com bases em Seul (Coreia do Sul) e Chicago (EUA), criou o produto que vai resolver de vez seus problemas com dispositivo descarregado nos momentos em que mais precisa.

O modelo tem o tamanho e aparência de uma daquelas capas em formato de carteira para proteger o celular de quedas e arranhões. Não é à toa que foi batizado de Solar Paper: ele possui somente 1,5 milímetros de espessura e está sendo anunciado como o carregador mais leve e mais fino do mundo.

O carregador é formado por dois painéis solares de alta eficiência, um painel LCD e possui entrada USB. Segundo a companhia, ele recarrega um iPhone 6+ ou Samsung Galaxy em 2,5 horas. Tempo que compensa pela eficiência de poder usar uma energia renovável.

A ideia de criar a tecnologia ganhou força há dois anos, quando o projeto foi levado ao site de financiamento coletivo Kickstarter -, arrecadando na época mais de um milhão de dólares. Desde então se alastrou por feiras e exposições nos Estados Unidos, Suíça, Hong Kong, entre outros países, até ser lançado no Japão em 2016. Ele pode comprado pelo Amazon.

Além de eficiente ecologicamente, ele promete ser muito mais seguro. Notícias sobre explosões de bateria de íon de lítio de celulares tem sido bastante comuns nos últimos tempos.

Via Ciclo Vivo


sábado, 7 de outubro de 2017

Goiânia terá sessões gratuitas de cinema durante o mês de Outubro


A União dos Cineclubes Goianos divulgou a programação de filmes que serão exibidos gratuitamente em vários pontos de Goiânia durante o mês de Outubro. Como costume, as sessões serão seguidas de rodas de debates sobre os longas em questão.

Neste mês, grandes sucessos de público e de crítica estão presentes na lista, como Ex Machina, Grease e Trainspotting 2.

Confira a programação completa!

03/10 (TER) - 19h - Repo Men - Vila Cultural Cora Coralina, Centro
04/10 (QUA) - 19h - Trainspotting 2 - Vila Cultural Cora Coralina, Centro
05/10 (QUI) - 20h - Realizações de Silvana Silva - Catedral das Artes, Santa Genoveva
09/10 (SEG) - 14h - Filmes escolares - Cinema de Terror - Vila Cultural Cora Coralina, Centro
10/10 (TER) - 14h - Documentário sobre o Centro de Convivência - Vila Cultural Cora Coralina, Centro
10/10 (TER) - 19h - Ex-Machina - Vila Cultural Cora Coralina, Centro
11/10 (QUA) - 14h - Filmes escolares - Cinema de Terror - Vila Cultural Cora Coralina, Centro
12/10 (QUI) - 20h - Saltimbancos Trapalhões - Catedral das Artes, Santa Genoveva
13/10 (SEX) - 19h - Estreia do Cineclube CineB - Espaço Sonhus, Centro
17/10 (TER) - 19h - Grease - Nos Tempos da Brilhantina - Catedral das Artes, Santa Genoveva
26/10 (QUI) - 20h - Perdidos no espaço - Catedral das Artes, Santa Genoveva
27/10 (SEX) - 14h - Clube da Luta - Museu Antropológico UFG
27/10 (SEX) - 19h - A Caça - Espaço Sonhus, Centro
29/10 (DOM) - 16h - Okja - Espaço Sonhus, Centro

Via Curta Mais

CCON - Ravel e Beethoven são destaques em concerto da Filarmônica

Apresentação será dia 8, no Centro Cultural Oscar Niemeyer. O público que aprecia a boa música tem encontro marcado neste domingo, dia 8/10, com a Orquestra Filarmônica de Goiás que se apresenta com o consagrado pianista Fabio Martino. O espetáculo tem início às 11 horas, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, com entrada gratuita.

Sob a regência do maestro Neil Thomson, Martino apresentará o Concerto para Piano nº5, de Beethoven, popularmente conhecido como o concerto do Imperador, e famoso por ser a última composição para piano do alemão.  Também fazem parte do programa as obras Os quatro temperamentos, de Nielsen, e os famosos Boleros de Maurice Ravel.

O Regente

Neil Thomson nasceu em Londres, Inglaterra. Estudou violino e viola na Royal Academy of Music e regência no Royal College of Music. Foi o mais jovem maestro a ocupar o cargo de Regente Titular do Royal College of Music, sendo nomeado, em 1994, membro honorário da instituição pela excelência dos serviços prestados.

Sua carreira tem sido marcada por uma crescente atuação internacional. Além de dirigir as principais orquestras do Reino Unido, Thomson tem atuado como regente convidado da Filarmônica de Tóquio, da Sinfônica do Estado de São Paulo, da Sinfônica de Israel, da Filarmônica de Kansai, da Orquestra Nacional Romena, entre outras.

Fabio Martino

O músico começou a tocar piano ainda jovem, no instrumento de sua avó. Após uma formação nas principais universidades do Brasil e Alemanha, Martino compra seu primeiro instrumento Steinway. Nesse período, o pianista já havia conquistado o primeiro lugar no maior concurso internacional de piano da América Latina, o “Bndes”. Daí em diante veio outros significativos concursos, o lançamento do seu primeiro CD solo, o novo álbum Passion, em 2013.

A maestria e o carisma especial no palco levaram também Fabio a diversas produções de filme e TV, além de gravações ao vivo para as rádios brasileiras, alemãs e a BBC. Críticos já o comparam com Nelson Freire, Martha Argerich, Claudio Arrau e Sviatoslav Richter. Atualmente o músico reside na Alemanha e como uma marca registrada apresenta-se sempre com uma gravata borboleta de laço feito a mão.

A Orquestra Filarmônica de Goiás é um programa do Governo do Estado, vinculado à Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), com sede no Centro Cultural Oscar Niemeyer, também unidade da Seduce.

Anote:
Concerto da Orquestra Filarmônica de Goiás
Data: Domingo, 8/10
Horário: 11h pontualmente
Local: Centro Cultural Oscar Niemeyer

Entrada gratuita


Via Curta Mais / CCON

Arquitetos suecos desenvolvem horta esférica urbana

O SPACE10, um laboratório e centro de exposições no centro de Copenhague, juntamente com os arquitetos Sine Lindholm e Mads-Ulrik Husum, decidiram divulgar e liberar os direitos autorais e de produção de um jardim comestível com design inspirador. O chamado The Growroom é uma grande horta esférica com diversos níveis e foi projetado para produzir alimentos suficiente para uma vizinhança.

A missão do laboratório SPACE10, que tem a gigante IKEA como um de seus colaboradores, é investigar o futuro da vida urbana através da detecção de grandes desafios que irão impactar as pessoas em uma escala global e explorar possíveis soluções. O projeto para construção e o passo a passo para instalação foram liberados por eles na esperança que pessoas ao redor do mundo invistam seu tempo e recursos para criar, pelo menos, uma horta esférica por bairro.

As ferramentas necessárias para criar o jardim esférico incluem madeira compensada, martelos de borracha, parafusos e muita paciência para seguir as instruções, compostas de 17 etapas. Para iniciar a construção basta o interessado baixar os arquivos necessários para cortar as placas de madeira compensada. As instruções de montagem são gratuitas e online e fornecem todas as informações necessárias etapa à etapa.

De acordo com o laboratório de design, já existem planos para construir The Growrooms em diversas cidades do mundo, como Taiwan, São Francisco, Helsinque e até mesmo no Rio de Janeiro.

“Os alimentos produzidos localmente representam uma alternativa séria ao modelo alimentar global. Reduz as distâncias alimentares, a nossa pressão sobre o meio ambiente e educa os nossos filhos de onde os alimentos realmente provêm… O desafio é que a agricultura tradicional ocupa muito espaço e o espaço é um recurso escasso em nossos ambientes urbanos”, diz o escritório dinamarquês.

Para conferir o Passo a passo, Vale o Clique!

Via Ciclo Vivo


sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Filme sobre skate produzido em Goiânia estreia hoje





Para valorizar a cultura skateboard, a marca goiana de skate “Simple” lança seu primeiro filme intitulado “A Rua é Nossa Casa”, com estreia nessa sexta-feira (06), no Cine Goiânia Ouro, às 20h. A entrada é gratuita.

O documentário, que terá exibição itinerante, aborda a cena nacional do skate pelas manobras dos skatistas profissionais Guilherme Zolin (RS), Igor Calixto (DF), Matheus Ferreira (GO), Nicholas Dias (MG) e Rodrigo "Pastor" (SP).

O filme " A Rua é Nossa Casa" remete-se a ideia da rua como residência fixa de skatistas, que se tornam inquilinos das calçadas e avenidas. O desenrolar do filme se passa em Goiânia, cidade nativa da marca. Mas outros estados também foram pano de fundo para este documentário, como Cuiabá-MT, Campo Grande-MS, Brasilia-DF, Belo Horizonte-MG, Maringá-PR e São Paulo-SP, além de alguns lugares da Europa, como Barcelona, Paris e Zurich na Suíça.

O clima noturno do filme traz a visāo dos skatistas que preferem as ruas vazias para ter picos acessíveis para manobras radicais. No enredo, os personagens dividem cenas com mendigos e enfatizam um outro olhar sobre a cultura de rua.

Sob direção e edição de Léo Coutinho, “A Rua É Nossa Casa” tem outras premières confirmadas em Brasília (DF), Campo Grande (MS), Chapadão do Sul (MS) e São Paulo (SP).

Via Curta Mais

Chinês cria bike de bambu



O kit vem com um manual de montagem e todas as outras peças necessárias para que a bike fique pronta. A BambooBee é a primeira bicicleta do mundo em bambu que pode ser feita em casa. Criada pelo engenheiro chinês Sunny Chuan, ela é comercializada pela internet e um kit com todas as peças é entregue na residência para que a bicicleta seja montada inteiramente pelo próprio ciclista.

A principal matéria-prima dessa bike é o bambu, uma gramínea resistente e sustentável. Além disso, o kit inclui outros materiais alternativos, como a fita de cânhamo, usada para fixar o quadro. O conjunto vem com um manual de montagem e todas as outras peças necessárias para que a bicicleta fique pronta para um passeio.

A BambooBee já fabricava bicicletas de bambu, mas a ideia de fazer um modelo que pode ser construído por qualquer pessoa surgiu há um ano. Depois disso, o engenheiro buscou apoio coletivo e, antes que o seu prazo de financiamento pelo Kickstarter chegasse ao fim, ele já conseguiu mais do que três vezes o valor necessário para viabilizar a ideia.

A bicicleta é distribuída em uma caixa muito pequena, o que também contribui para reduzir o impacto da logística. As peças de bambu são produzidas com a colaboração local da comunidade chinesa em que a fábrica está inserida.

Na descrição do projeto, Chuan explica que o bambu não reduz a durabilidade da bike e ele garante que a montagem é tão simples, que pode ser feita até mesmo por crianças, sem a necessidade de muitas ferramentas ou habilidades específicas. Vale o Clique!

Via Ciclo Vivo

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

A maior casa do mundo

O homem mais rico da Índia, Mukesh Ambani, esbanjou sua fortuna de US$ 27 bilhões (avaliada em 2011 em R$ 47,65 bilhões) para construir Antilia, sua residência de 37 mil m² em Mumbai. O edifício unifamiliar tem 170 m de altura, 27 pisos e custou 700 milhões de dólares para ficar pronto, ganhando o título de maior e mais cara casa do mundo.

O projeto arquitetônico, desenvolvido pelo escritório americano Perkins & Will, seguiu o Vastu Shastra, uma versão indiana do Feng Shui, aplicando na fachada inúmeros orifícios e reentrâncias.

Sua arquitetura é simplesmente um recorde para a construção civil. Vagas para 168 veículos, uma oficina mecânica, três heliportos e uma torre de controle de tráfego aéreo. Sem contar os nove elevadores que dão acesso a um ginásio, estúdio de ioga, cinema com capacidade para 50 pessoas, piscina, sala de baile e luxuosos jardins de interiores que ocupam até três andares. Mais de 600 funcionários trabalham o dia inteiro para manter toda a estrutura em funcionamento.

Antilia foi eleita a casa mais cara do mundo, de acordo com a revista norte-americana Forbes, custando US$ 1 bilhão (R$ 1,65 bilhão). Mas atualmente – com o dólar nas alturas –, além da casa, o preço também é bem grande: nada mais, nada menos que R$ 3,45 bilhões!

Curiosidade

Depois de todos esses números, o mais impressionante é que os moradores, Ambani e sua família, não moram no local. Eles acreditam que, depois de todo o dinheiro investido na construção, se mudar para lá poderia trazer má sorte.

A residência recebe festas, grandes eventos, empresários e diversos convidados, mas no final de tudo é só um prédio de alto padrão em meio à uma cidade onde a renda mínima da população é de dois euros por dia, equivalente a R$ 7

Via Galeria da Arquitetura

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

São Paulo ganhará edifício construído em madeira certificada











A cidade de São Paulo, já tão cheia de edifícios de concreto, vidro e aço, deve receber em 2020 um edifício com estrutura feita 100% de madeira certificada, ou seja, com garantia de origem e trajetória.

O projeto, que ficará no bairro da Vila Madalena, é assinado pelo escritório de arquitetura Triptyque e será erguido em um terreno de 1.025 m². Com 13 pavimentos, a área total deve somar 4.700 m² com espaços que servem a diversas funções, como coworking, coliving e restaurante. A ideia é ter áreas públicas e privadas que interajam com a cidade e onde se pode aproveitar uma estilo de vida mais consciente.

A estrutura do prédio será construída em madeira laminada cruzada, a CLT (Cross Laminated Timber CLT), um produto de alta tecnologia formado com multicamadas de madeira maciça em duas direções distintas, que permite estruturas construções bem altas. Mais detalhes, Vale o Clique!

Via Casa Vogue

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Site como um Airbnb especial para os loucos por arquitetura

Muitas vezes um ótimo hotel já vale a viagem. E se você se você é o tipo de viajante que adora se hospedar em lugares diferentes e estilosos ao invés de comuns, existe um serviço de aluguel que deve estar no seu radar: PlansMatter.

Fundado por Connie Lindor e Scott Muellner, a empresa segue um modelo de negócios comparável ao Airbnb. A diferença, no entanto, é que, com o PlansMatter, as propriedades disponíveis são sempre maravilhas arquitetônicas.

“Nós fomos inspirados a criar o PlanningMatter pelo nosso amor pela arquitetura, combinado com a necessidade de uma ferramenta para ajudar outras pessoas que adoram a arquitetura a encontrar lugares incríveis para ficar durante as férias“, disse Muellner ao site Domino (https://domino.com/plans-matter-vacation-rental), que conheceu Lindor no primeiro dia na Faculdade de Design da Universidade de Minnesota. “Somos direcionados inteiramente pela qualidade de projeto da propriedade. Nossos critérios de seleção baseiam-se unicamente na integridade arquitetônica“.

A ideia do PlansMatter ocorreu em 2013, quando um incêndio quase destruiu o duplex histórico dos dois co-fundadores em Minneapolis. Em algum momento ao longo da reforma que durou dois anos, a dupla reviveu seu amor pela arquitetura e design e teve a ideia de iniciar uma empresa de aluguel focada no design para ajudar a cobrir os custos da reforma.

Quatro anos depois, a empresa possui casas disponíveis em todo o mundo. Cada espaço foi escolhido especificamente pela equipe do PlansMatter. Alguns até têm significado pessoal para os fundadores, para que você possa ter certeza de que cada propriedade do site foi cuidadosamente selecionada para aderir ao mais alto padrão.

“Nós sempre amamos a cabana de Sawtooth no norte de Minnesota. Projetado por Julie Snow – ela era nossa professora enquanto estávamos na escola de arquitetura – a simplicidade e a localização são lindas. E a nossa permanência inicial realmente ajudou a inspirar o PlanningMatter“, diz Muellner sobre uma de suas propriedades favoritas.

Via Nômades Digitais

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Design - Uno ganha versão para daltônicos

Na roda de cores, verde e vermelho são complementares ou opostas, mas aos olhos de uma pessoa daltônica representam a mesma cor.

O Uno, jogo de cartas que é praticado a partir da combinação de cores e números de suas cartas, ganhou uma versão dedicada às pessoas daltônicas, com cartas marcadas com o selo iconográfico do código de cores universal para daltônicos, ou ColorADD.

O sinal pode ser visto próximo aos números das cartas. As cores vermelho, azul e amarelo possuem cada qual um símbolo diferente, que misturados, representam uma nova cor. Ou seja, a partir da combinação entre o traço do cartão amarelo e o triângulo do azul, temos um símbolo formado pela junção dos dois no cartão da cor verde, por exemplo. Ou seja, as cores não são apenas rotuladas pelos sinais, mas também recriadas por meio de suas combinações (o ícone do verde sendo igual a uma junção dos ícones do amarelo e do azul), o que ajuda uma pessoa daltônica a guardar qual cor é qual.

A Mattel, empresa detentora dos direitos do produto, aposta na inclusão como um dos principais conceitos do jogo, que possui um design facilmente reconhecido e preços acessíveis no mercado. Não é à toa que é o jogo de cartas preferido em todo o mundo, além de ser o quarto brinquedo mais popular entre os demais. Faltava resolver o problema das cores para que uma de suas palavras-chaves mais centrais fizesse jus à marca.

Antes da solução, a Mattel pensou em mudar as cores das cartas, mas os designers se viram diante de outras combinações de cores que também causam problemas para algumas pessoas, como as cores amarelo e azul, indistinguíveis em casos raros de daltonismo, mas que existem. Logo, a solução foi manter as cores que possuem a maior porcentagem de daltônicos, e agora serão contempladas com uma versão especialmente feita para elas.

Via B9 

domingo, 1 de outubro de 2017

Violinista volta a tocar 30 anos após acidente - Invenção é brasileira



Rosemary Johnson tinha um futuro promissor na música. Aos 22 anos, ela já era a quarta violonista da Ópera Nacional de Gales, em 1988. Porém, a trajetória no cargo durou pouco. Apenas nove meses depois de ingressar na ópera, Rosie sofreu um acidente de carro a caminho de um concerto.

Desde o acidente, a violinista não consegue mais mover os membros ou falar. No entanto, uma tecnologia desenvolvida pelo pesquisador brasileiro Eduardo Miranda, professor na Universidade de Plymouth (Inglaterra), está permitindo que ela volte a se expressar através da música.

A invenção permite que Rosie selecione notas exibidas em uma tela através de sensores. Com os comandos dados por ela, outra violinista pode tocar em tempo real a composição definida por ela. Essa missão ficou a cargo de uma ex-colega de ópera, a também violinista Alison Balfour-Paul.

A história foi contada em um documentário inspirador, criado pelo canal do Youtube Volvo Car UK. O vídeo (em inglês) pode ser visto acima. Vale o Clique!

Via Hypeness

sábado, 30 de setembro de 2017

A Polaroid voltou

Esqueça o Instagram, nenhuma novidade fotográfica irá ser mais inspiradora do que a volta da Polaroid. Em 2017, o modelo original da marca completaria 40 anos e ele acaba de ganhar um sucessor: o OneStep 2.

A câmera analógica vem com flash e timer embutidos, além de um carregador USB. A bateria é uma felicidade à parte para quem já se acostumou às constantes recargas das câmeras atuais: ela deve ter duração de 60 dias. O modelo já está disponível para pré-venda online (https://eu.polaroidoriginals.com/products/onestep2-polaroid-camera) por € 119,99 (cerca de R$ 450) e deve chegar às lojas no dia 16 de outubro.

Para acompanhar o lançamento, a Polaroid está lançando também o seu novo filme, chamado i-Type. Ele estará disponível em cores e em preto e branco. Cada pacote para oito fotografias instantâneas sai por € 15,99 (R$ 60). Mesmo assim, a máquina também será compatível com os clássicos filmes 600.

A novidade é um lançamento do Impossible Project, que comprou a marca Polaroid e sua propriedade intelectual em maio deste ano. O projeto pretende dar continuidade ao legado da companhia e preservar a câmera analógica mais queridinha do mundo, de acordo com o My Modern Met.

Via Hypeness

A câmera Yashica está voltando

Se você é entusiasta de fotografia com certeza já se apaixonou por uma dessas belezinhas. A marca Yashica, que lançou sua primeira câmera em junho de 1953, está entre as mais icônicas do mercado fotográfico e, com uma série de vídeos enigmáticos intitulados “O Silêncio da História”, promete um grande retorno.

Nos filmes, cheios de melancolia e suspense, uma mulher aparece em lugares diferentes, usando câmeras diferentes, de Yashica vintage a um iPhone com um complemento externo de lente.

Além disso, a marca alterou sua homepage, convidando as pessoas a assinarem uma newsletter para acompanhar os próximos passos do lançamento. No melhor estilo: instigante e nostálgica.

Nas décadas de 60 e 70, a Yashica tornou-se uma das principais marcas a produzir câmeras de filme, incluindo a clássica Yashica Pentamatic. Em outubro de 1983, a empresa foi adquirida pela Kyocera, que encerrou sua produção de câmeras em 2003, quando a fotografia digital tomou conta da indústria.

A exemplo da Polaroid, a marca Yashica começou a aparecer em todos os tipos de eletrônicos, desde tocadores de música até binóculos. Mas, enfim, a Polaroid trabalhou em um grande retorno à fotografia revivendo a linha de câmera One Step, e agora parece que a Yashica também planeja um lançamento similarmente significativo. Vale o Clique!

Via B9

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Casa flutuante feita de material reciclável

O arquiteto italiano Giancarlo Zema projetou uma casa um pouco diferente das que estamos acostumados a ver. Batizada de “WaterNest 100”, ela é uma casa circular flutuante, ou seja, não fica em terra firme, mas sim, em um rio.

Acessível ao continente por meio de uma passarela, a casa é totalmente ecológica, e foi construída com material 100% reciclado, além de possuir ventilação natural e 60 painéis solares, que garantem toda a energia necessária.

De acordo com Giancarlo, que é especializado em arquitetura semi-submersa, o local possui 100 metros quadrados, o suficiente para uma família de 4 pessoas, por exemplo. Se você ficou impressionado, espere até ver a decoração, que é um charme à parte. Mas claro que tudo isso tem seu preço. A WaterNest 100 está à venda por nada menos do que 500 mil dólares.

Via Hypeness

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Casas com energia solar para pessoas em situação de rua - Holanda

A maneira com que uma sociedade trata as pessoas em dificuldade pode ser, da mesma forma que se diz sobre como uma sociedade trata os animais, uma bela medida de como tal sociedade de fato é. Sob tal perspectiva, o gesto de um escritório de arquitetura na Holanda para lidar com pessoas em situação de rua revela um bocado sobre tal compromisso social no país.

No lugar de expulsões, prisões ou jatos de água gelada, o estúdio Elmo Vermijs, em parceria com uma organização de habitação social, decidiu por criar uma aldeia projetada especialmente para ajudar tais pessoas, e elevar imediatamente a qualidade de vida de quem até então estava na rua.

Bonitas, coloridas, equipadas com energia solar, e construídas em um local abundantemente verdade, as casas foram projetadas para moradores que sofrem de doenças mentais, dependência química, ou para quem simplesmente apresente dificuldades de convívio em ambientes tradicionais.

Se normalmente os abrigos oferecem moradia temporária, na Skaeve Huse, localizada nos arredores da cidade de Eindhoven, as casas podem ser ocupadas por tempo indeterminado, de acordo com a demanda de cada história.

A energia solar não só faz as casas ecologicamente sustentáveis, como também anula custos com contas de luz. As casas são propositalmente pequenas e, mantendo toda possibilidade de privacidade, elas são também interconectadas, mantendo assim o espírito comunitário, e combatendo a solidão e o isolamento.

Via Hypeness

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Ônibus de Los Angeles serão elétricos até 2030

Enquanto São Paulo ganhou alguns ônibus movidos a hidrogênio, a cidade de Los Angeles pretende zerar sua emissão de gases de efeito estufa gerado a partir de ônibus municipal até 2030. Ou seja, em apenas 13 anos, o transporte público dependerá de ônibus elétricos na cidade inteira. A iniciativa requer um investimento de U$600 milhões bilhões de dólares, o equivalente a aproximadamente 1,8 bilhão de reais. No total serão 2.300 ônibus, movidos a energia elétrica ou hidrogênio. O único pré-requisito é ser emissão zero.

Apesar da indústria ainda estar se fortalecendo, é um baita incentivo para uma nova tecnologia que promete melhorar a qualidade do ar da cidade. Para Eric Garcetti, prefeito da cidade, existem duas alternativas: “Nós podemos esperar os outros e seguir, às custas da saúde da população, ou liderar e inovar, reduzindo as emissões o mais rápido possível”, acredita.

O primeiro passo está para ser dado em breve, com o aporte de 138 milhões de dólares para a aquisição de 95 ônibus elétricos + estrutura de recarga dos veículos. Para que a meta seja atendida, a companhia responsável pelo transporte público da cidade deve comprar aproximadamente 200 veículos a cada ano a partir de 2019 (dado que já há uma frota inicial).

Cada ônibus custa, atualmente, cerca de 200 mil dólares – o que não inclui toda estrutura envolvida para que eles possam rodar. No geral, cada ônibus dura em média 14 anos. Espera-se que a meta seja alcançada ainda antes do deadline. Para algumas linhas da cidade, até 2020.

Via The Greenest Post

Concurso Cultural - Juventude e Direitos Humanos

Concurso cultural pagará R$ 1.000,00 para a melhor fotografia,  desenho, poesia, conto e crônica. O Concurso Cultural “Juventude e Direitos Humanos”, tem como objetivo incentivar estudantes de nível médio e superior do Estado de Goiás a produzir materiais culturais que relacionem a juventude com os direitos humanos, incentivando as artes visuais e a literatura, o reconhecimento de talentos, o fomento das diversas formas de expressão e a valorização, defesa e promoção dos Direitos Humanos.

Em tempos conturbados como o que estamos vivendo cuja individualidade tem sobressaído e tomado o lugar da coletividade solidária é urgente que a juventude possa pensar formas de promoção e defesa dos Direitos Humanos. Pensando nisso esse projeto foi criado.

Já pensou em receber um prêmio legal fazendo o que você gosta? Fotografando uma cena interessante, fazendo um desenho instigante e reflexivo, escrevendo poesias, contos e crônicas de nossa realidade ou de uma sociedade melhor para todos nós? Se você já pensou nisso então está no lugar certo. Não saia dessa página e preste atenção em todas as dicas.

No regulamento do Concurso Cultural Juventude e Direitos Humanos tem um texto base para estimular sua criatividade, debata com os amigos, com a família e com sua comunidade. Qual o papel do jovem nos Direitos Humanos? Será que os direitos juvenis estão sendo respeitados pelos governos? Que sociedade nós queremos? As injustiças me incomodam a ponto de me instigar a fazer algo?  Entender Direitos Humanos vai além do discurso da televisão que atribui a eles a defesa do mal, pelo contrário, Direitos Humanos são para todos nós quando nossa dignidade foi ou está sendo violada. As inscrições acontecem de 01 a 29 de setembro de 2017. Mais detalhes, Vale o Clique!

Via UEG

domingo, 24 de setembro de 2017

Dubai se inspira em Veneza para criar resort flutuante


Dubai surpreende mais uma vez. A cidade que nunca economiza nos seus empreendimentos já está preparada para receber o que pode ser o primeiro resort flutuante 5 estrelas do mundo. Inspirado em Veneza, o empreendimento ficará a cerca de 40 km da costa e terá 12 restaurantes, um spa subaquático, além de  gôndolas importadas diretamente da cidade italiana.

A "Veneza flutuante", como foi batizada, terá capacidade para acomodar até 3 mil pessoas e só poderá ser acessada por hidroavião, barco ou helicóptero. O lobby, assim como 180 das 414 cabines, o spa e alguns restaurantes e  bares do hotel serão submersos, oferecendo aos hóspedes a sensação de estar mergulhando no Mar da Arábia - com vista para um berçário de coral de cerca de 3 mil km² .

Para os hóspedes mais claustrofóbicos, no entanto, o resort ainda oferece um complexo com 12 praias flutuantes nas quais eles poderão provar iguarias italianas enquanto se bronzeiam. Festas típicas venezianas, como o carnaval de máscaras, por exemplo, também devem ocorrer no hotel como forma de ressalatar e hoemnagear a cidade que o inspirou.

O extravagante hotel que funciona como uma miniatura de Veneza deve ficar pronto em 2020.  Vale o Clique!

Via Casa Vogue


sábado, 23 de setembro de 2017

A importância da leitura na infância - Documentário Itaú



“Para Gostar de Ler” traz entrevistas com Dráuzio Varella, Leandro Karnal e Ilan Brenman.

Por mais que exista um mercado literário diversificado, bem estabelecido e esforçado em disseminar o hábito de leitura, o livro ainda é uma atividade cultural muito restrita no Brasil. De acordo com pesquisas realizadas e divulgadas pelo Ibope, 44% da população brasileira não sabe ler e 30% nunca comprou um livro, enquanto o índice de leitura no país ainda está abaixo de 5 livros por ano – uma média que nos coloca na 59° posição de um ranking mundial com 70 países. Entre os culpados, permanece como principal fator um agravante muito sério que pode ser resolvido com certa facilidade: a falta de acesso ao livro na infância.

É exatamente esta questão que o documentário “Para Gostar de Ler”, lançado no último dia 29 de Agosto no YouTube e nos canais oficiais do Itaú, busca trazer aos olhos do público. Produzido pelo Itaú em parceria com a Prodigo Films e a DPZ&T, o filme dirigido por Eduardo Rajabally traz à tona a necessidade de se introduzir a leitura desde os primeiros anos de vida, a partir de relatos de famílias de diferentes lugares do país e a opinião de profissionais importantes das áreas da saúde e educação, como Drauzio Varella, Leandro Karnal, Ilan Brenman e Eva Furnari. Vale o Clique!

Via B9

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Solar Squared - Bloco de vidro que gera energia elétrica

Especialistas em energia renovável da Universidade de Exeter, na Inglaterra, desenvolveram um bloco de vidro com células solares embutidas. A ideia é que, com a disseminação da tecnologia, seja possível construir uma casa ou edifício inteiro usando blocos que geram energia na fachada.

O produto recebeu o nome de Solar Squared, e testes feitos na universidade demonstraram que eles garantem isolamento térmico e permitem que a luz natural entre nos edifícios.

Estima-se que os edifícios consumam mais de 40% da eletricidade produzida em todo o mundo e esta tecnologia permitiria a produção de eletricidade no local de uso. Outra vantagem, garantem os pesquisadores, é que os novos blocos solares podem ser usados em projetos novos ou em reformas.

A equipe da Exeter criou uma empresa startup, a Build Solar, para desenvolver melhor o produto. A empresa busca agora investidores para levá-lo ao mercado em 2018. Para saber mais, Vale o Clique!

Via ArchDaily