segunda-feira, 24 de abril de 2017

Alejandro Aravena recebe o Prêmio de Gotemburgo

O arquiteto chileno e Pritzker 2016 Alejandro Aravena recebeu nesta sexta-feira, 21 de abril de 2017 o Prêmio de Gotemburgo para o Desenvolvimento Sustentável, prêmio internacional que reconhece os esforços relacionados à sustentabilidade em todo o mundo.

De acordo com os jurados ", Aravena é um arquiteto inovador que, juntamente com seus colegas do escritório Elemental, aplica uma filosofia de design envolvendo os moradores como parte da solução e não apenas parte do problema, construindo pontes de confiança entre as pessoas, empresas e o governo".

Leia os comentários do jurado abaixo:

Trabalhar para um futuro sustentável é uma tarefa complexa e difícil, onde o desenho é uma ferramenta poderosa. O projeto não só afeta a escolha do material, mas também como materializa-se e é incorporada no entorno construído; como os produtos e serviços são utilizados; e como as pessoas convivem juntas. Isso raramente é associado com a melhor solução técnica, mas sim como uma abordagem integrada para melhorar a qualidade da vida humana.

Espera-se que em algumas décadas seis bilhões de pessoas vivam em cidades; destas, dois bilhões viverão abaixo da linha de pobreza. A necessidade de gerar espaços sociais acessíveis e adequados é imensa, tanto para o presente quanto para o futuro. O projeto inovador das cidades do futuro serão cruciais para o desenvolvimento sustentável.

Alejandro Aravena é um arquiteto inovador que, juntamente com seus colegas do Elemental, aplicam uma filosofia de projeto que envolve os usuários como parte da solução e não apenas parte do problema, construir pontes de confiança entre pessoas, empresas e governo. As três dimensões do desenvolvimento social, ambiental e economicamente sustentável são equilibradas em um processo baseado na participação.

Alejandro Aravena e seus colegas do Elemental argumentam que, com bom projeto, a sustentabilidade é simplesmente o usar do bom senso. Os resultados são soluções simples para problemas complexos.

O prêmio foi concedido pela primeira vez em 2000, sob o nome de 'Prêmio Internacional do Meio de Ambiente Gotemburgo', honrando seus laureados anualmente com um milhão de coroas. Aravena e sua equipe receberão o prêmio no próximo 22 de novembro de 2017, em Gotemburgo.

Via ArchDaily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.