quarta-feira, 30 de agosto de 2017

ABAP lança 1º Prêmio Rosa Kliass de paisagismo





A Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas - ABAP, em parceria com o CAU-SP lançam a primeira edição do Prêmio Rosa Kliass, para trabalhos finais de graduação em Arquitetura Paisagística. O concurso é aberto para todas as escolas do país que podem enviar até dois trabalhos de alunos que concluíram o curso de Arquitetura e Urbanismo no ano de 2016.

Os trabalhos de conclusão de curso inscritos devem contemplar projetos de qualquer porte na área da arquitetura paisagística, de planejamento da paisagem, de pesquisa histórica, e trabalhos técnicos ou de crítica, que contemple a grande área da arquitetura paisagística.

As inscrições ocorrem de 30 de agosto até 15 de outubro de 2017 através do site do prêmio, e deverá ser feito através de seu coordenador ou diretor que indicam os trabalhos. Os alunos autores do projeto recebem então um login e senha para fazer o upload de seu trabalho em duas pranchas A1 em formato PDF.

As premiações incluem um troféu Rosa Kliass, diploma e prêmio em dinheiro de R$1.000,00 para o aluno autor do projeto, além de troféu e diploma para o orientador e para a instituição. Mais detalhes, Vale o Clique!

Via ArchDaily

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Resultado do Concurso 022 - Parada de Ônibus do Projetar.org

Conheça os projetos vencedores do Concurso 22 do portal Projetar.org para estudantes de Arquitetura e Urbanismo.

O desafio proposto aos acadêmicos era projetar um abrigo para parada de ônibus em concreto. O concurso contou com 153 propostas entregues por equipes compostas de acadêmicos de diversos Estados brasileiros e também de outros países. Vale o Clique!

Via Projetar.Org

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Lançado o emblema do Patrimônio Cultural Brasileiro



Agora os bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Brasileiro possuem uma identidade visual única e comum. Abstração, cores e simbolismos caracterizam o emblema lançado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 16 de agosto, véspera do Dia do Patrimônio Cultural no Brasil e celebra também os 80 anos do Iphan. Este é um novo marco para a promoção, difusão, sinalização e proteção do Patrimônio Cultural Brasileiro, que deve ser utilizado não só pelo Iphan, mas por todos os parceiros na preservação, gestão e valorização do Patrimônio Cultural, em especial as comunidades detentoras desses bens.

O lançamento do emblema ocorreu durante o Seminário Internacional Gestão do Patrimônio Moderno, realizado pelo Iphan no Auditório do Museu de Arte da Pampulha, em Belo Horizonte (MG). Além do emblema, também foi apresentado o Manual de Identidade Visual e Aplicação, criado pelo vencedor do concurso, o designer Fábio Lopez. As orientações técnicas para a produção de projetos gráficos, relacionados ao Patrimônio Cultural no país, já estão disponíveis no site do Iphan.

O concurso para a escolha do emblema contou com mais de 280 propostas inscritas. Os trabalhos foram avaliados por uma Comissão Julgadora, constituída por representantes de diversas Instituições parceiras do Iphan: Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Associação Brasileira de Antropologia (ABA), Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB), Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), UNESCO, ICOMOS e Associação dos Designers Gráficos do Brasil.

A ideia do emblema do Patrimônio Cultural

Fapio Lopez, vencedor do concurso do emblema do Patrimônio Cultural BrasileiroO vencedor do concurso, o designer carioca Fabio Pinto Lopes de Lima (que assina Fabio Lopez) conta que beleza, proteção e reprodução são ideias que estiveram presente na origem do sinal proposto. Para ele, são conceitos associados à tarefa de preservar e valorizar o Patrimônio Cultural Brasileiro. “A opção por um caminho mais abstrato me pareceu muito natural porque o Patrimônio Cultural é um conjunto muito complexo de manifestações. Assim o recurso da figuração seria inviável, pois eu teria que escolher de forma muito exclusiva algum elemento do patrimônio”. A forma circular do emblema expressa a perspectiva de movimento, ressignificação, a natureza complexa do Patrimônio Cultural Brasileiro que se encontra em permanente construção.

Designer e mestre pela ESDI-UERJ, Fábio Lopez é também professor do departamento de Artes e Design da PUC-Rio. Atualmente integra o conselho curador da Bienal Tipos Latinos, após ter sido coordenador técnico e jurado da mostra. Desde 2000 atua como designer independente em projetos de identidade visual, tipografia, moda e ilustração. É autor do projeto mini Rio', homenagem e extenso exercício de representação visual que resultou na criação de mais de 200 pictogramas e padronagens sobre o Rio de Janeiro.

Em 2010 trabalhou na criação da marca dos Jogos Olímpicos do Rio, tendo sido o responsável pela criação do logotipo Rio 2016. Em 2011 venceu o concurso de criação da marca do Centro Carioca de Design, órgão de fomento ligado à prefeitura da cidade do Rio de Janeiro. Já criou selos postais para os Correios, tendo publicado, em 2013, uma série sobre Cemitérios Tombados pelo Patrimônio. É palestrante, consultor e articulista.

Via Ipahn

domingo, 27 de agosto de 2017

Exposição retrata história dos 100 anos da Arquitetura Mackenzie




A Universidade Presbiteriana Mackenzie comemora o Centenário do Curso de Arquitetura Mackenzie e dos 70 anos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie (FAU-Mackenzie) com a inauguração da exposição “100/70 anos FAU-Mackenzie”, que retrata a história da instituição.

A exposição ficará aberta ao público até 7 de outubro, no Centro Histórico e Cultural Mackenzie (CHCM), em São Paulo, e apresentará o mobiliário utilizado durante os primeiros anos da faculdade, esculturas usadas nas aulas de desenho, registros fotográficos de alunos em atividades, a história do Diretório Acadêmico da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie (Dafam) e o discurso proferido na instalação da faculdade.

A Faculdade de Arquitetura teve dois “nascimentos”, um há 100 anos e outro há 70. De acordo com a curadora da mostra, Luciene Aranha, em 1917, os alunos da Escola de Engenharia cursavam as matérias de arquitetura juntamente com as de engenharia e tinham como registro o título de Engenheiro-Arquiteto. “Com o aumento da procura de alunos para o curso de Arquitetura e para a melhoria das práticas didáticas necessárias, em 1947, instalou-se a Faculdade de Arquitetura, agora independente da Escola de Engenharia”, explica a curadora.

“Comemoramos os dois fatos tão importantes, pois por aqui passaram, e ainda passam, arquitetos que, por meio de nossa história desenham e realizam a história de nosso país com seus trabalhos”, ressalta Luciene.

A mostra conta com o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP), Papelaria Universitária, Trident Desetec, empresa especializada na fabricação de artigos para Desenho, Pintura e Artes, e do Diretório Acadêmico da Faculdade de Arquitetura Mackenzie (Dafam).

Exposição “100/70 anos FAU-Mackenzie”
Data 14 de agosto a 7 de outubro
Visitação segunda a sexta-feira, das 10h às 20h; sábados, das 10h às 16h
Local Centro Histórico e Cultural Mackenzie
Endereço Ruas Itambé, 145 ou Maria Antônia, 307 - Prédio 1
Informações fau.aniversario@mackenzie.br
Entrada gratuita

Via ArcoWeb

sábado, 26 de agosto de 2017

CODHAB: inscrições para novo concurso vão até 29/09

Estão abertas as inscrições para o Edital nº 002/2017, do Concurso Público Nacional de Projetos de Urbanismo e Arquitetura no Setor Habitacional Pôr do Sol, em Ceilândia (Distrito Federal). Os interessados em participar do concurso, promovido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF), podem se inscrever até 29 de setembro pelo site.

O objetivo do certame é selecionar o projeto de urbanismo e arquitetura melhor e mais adequado, que propicie as infraestruturas necessárias e a qualificação do espaço urbano no bairro Pôr do Sol. A proposta abrangerá aspectos de planejamento urbano, mobilidade, infraestrutura, paisagismo, arquitetura de unidades habitacionais e de Equipamentos Públicos Comunitários (EPCs).

O julgamento do concurso será do dia 16 a 19 de outubro. A comissão julgadora avaliará as propostas recebidas por meio de critérios como: conceito e inovação; qualidade urbanística, paisagística e arquitetônica; aspectos plásticos, éticos e estéticos do projeto, uma vez obedecidas às indicações e as determinações do conjunto de documentos intitulado Bases do Concurso, disponível no site, conforme discriminado no Edital.

Além disso, haverá premiação para os três melhores projetos. O primeiro colocado, terá seu projeto contratado e receberá o valor de R$ 60 mil. Para a segunda e terceira posição, o prêmio será no valor estimado de R$ 30 mil e R$ 15 mil, respectivamente.

O resultado do concurso será divulgado no dia 20 de outubro, em ato público com a presença da Coordenação do Concurso e da CODHAB, e posteriormente no site oficial do Concurso. Vale o Clique!

Via CAU-GO

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Austrália - em construção 2ª maior rodovia do mundo para carros elétricos

Em projeto já aprovado, a Austrália instalará 18 EVs (estações de carregamento rápido de veículos elétricos) ao longo de uma rodovia na costa de Queensland, com extensão total de 2 mil km, criando uma das estradas EV mais longas do mundo, ficando atrás apenas da gigantesca Trans-Canada EV Highway com 8 mil km.

Esta admirável obra, que custará 3 milhões de dólares americanos e será executada em apenas 6 meses (!), se estende de Cairns para Coolangatta e segue a oeste até Toowoomba, paralelamente à Grande Barreira de Corais. As estações de carregamento terão potência para carregar completamente cada veículo em até 30 minutos. Os motoristas poderão carregar os seus veículos gratuitamente durante pelo menos um ano.

“Este projeto é ambicioso, mas queremos o maior número possível de pessoas aderindo à revolução de veículos elétricos, como parte de nossa transição a um futuro de baixas emissões”, disse Steven Miles, Ministro do Meio Ambiente de Queensland.

Tendência Mundial
A notícia da iniciativa australiana segue vários outros anúncios importantes para o setor EV. Grã-Bretanha e França confirmaram que irão proibir vendas de veículos novos a gasolina e diesel a partir de 2040. A Índia se comprometeu a vender apenas carros elétricos até 2030, e a Noruega pretende fazer o mesmo até 2025. Os prefeitos de Madri, Paris, Cidade do México e Atenas afirmaram que vão proibir carros a diesel dos centros das cidades até 2025.

Esta nova Rodovia EV de Queensland cobrirá a mesma distância da Rodovia EV da Costa Oeste dos Estados Unidos, uma rede de estações de carregamento que se estende da Califórnia até Washington. Atualmente, os Estados Unidos possuem 16.107 estações e 43.828 terminais de carregamento, permitindo aos motoristas de Tesla realizarem viagens de até 20.000 km.

Queensland é o maior poluidor de carbono da Austrália, com o setor de transportes constituindo a segunda maior fonte de emissões de carbono do estado com 21,1 milhões de toneladas em 2014, quase dobrando desde 1990. Com o novo projeto, estima-se que esta situação seja revertida.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Projeto e Cidade publica edital para nova turma de mestrado

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Projeto e Cidade da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás (FAV-UFG) torna público o Edital nº 001/2017, referente ao Processo Seletivo para a turma 2018/1 do curso de mestrado. Vale o Clique!

Via CAU-GO / UFG

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Ônibus elétrico 100% movido a energia solar circula em Florianópolis

Não são só os pontos de ônibus que são abastecidos por energia solar na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. Por lá, os próprios veículos também são abastecidos por eletricidade fotovoltaica.

O mérito é do Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), que desenvolveu um ônibus elétrico 100% movido a energia fotovoltaica, em parceria com empresas como Eletra, Marcopolo, Mercedes-Benz e WEG.

O trabalho em equipe resultou em um veículo com autonomia de até 200 quilômetros e capaz de ser recarregado em apenas 30 minutos. O ônibus já percorreu (com sucesso!) mais de 10 mil quilômetros em fase de teste e está pronto para sair para valer às ruas da capital catarinense!

Disponível para estudantes, docentes e demais colaboradores da UFSC, o ônibus fará o trajeto Sapiens Parque – Campus Universitário, a fim de reduzir as emissões no percurso para a universidade. Em breve, será possível até reservar lugares no veículo por meio de aplicativo, que informará o itinerário completo do ônibus aos usuários.

Via The Greenest Post

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Maior usina solar urbana do Brasil está em Goiânia

Maior usina solar urbana do Brasil é instalada na cobertura de um supermercado em Goiânia. Quem faz compras no Assaí Atacadista da Avenida Independência, em Goiânia (GO), ao lado do Parque Mutirama, não imagina, mas está embaixo da maior usina solar urbana do Brasil.

Com mais de 2.800 placas fotovoltaicas, ela foi construída na cobertura do supermercado e garantirá a produção de 1.500 MWh de energia limpa todos os anos. Para ter uma ideia, trata-se da quantidade de eletricidade gasta por 757 residências em um período de 12 meses.

A instalação foi feita em parceria com a consultoria internacional GreenYellow e deve reduzir em cerca de 40% os gastos com energia do Assaí Atacadista, que também possui outra iniciativa bem bacana relacionada à sustentabilidade. Desde 2014, algumas lojas do supermercado enviam seus resíduos orgânicos para compostagem. Assim, em vez de serem encaminhados para aterros sanitários, eles são transformados em adubo.

Via The Greenest Post

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Lançado manifesto em defesa das cidades



Entidades de Arquitetura e Urbanismo, movimentos sociais e pesquisadores de todo o Brasil estão lançando um manifesto em defesa de um projeto para as cidades brasileiras. “É urgente elaborar, por meio de uma construção social, um projeto para as cidades do Brasil, no médio e longo prazo, tendo como parâmetros a justiça espacial, intraurbana e regional; a sustentabilidade social, econômica e ambiental; o combate a toda sorte de desigualdade – social, racial e de gênero – o respeito à diversidade geográfica e cultural, além do controle social e o respeito aos recursos públicos”, diz o texto, assinado pelo IAB-DF, IAB-RS, Sindicato dos Arquitetos de São Paulo (SASP), Observatório das Metrópoles, Instituto Pólis, Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba e a Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo (FeNEA), entre muitos outros.

O Projeto Brasil Cidades é uma iniciativa da Frente Brasil Popular, coordenada nacionalmente por Ermínia Maricato, Karina Leitão, Paolo Colosso, Carina Serra, Lício Lobo, Maurílio Chiaretti e Fernando Túlio S. R. Franco. Sua motivação vem da constatação que, apesar da criação do Ministério das Cidades e da conquista de arcabouço legal urbanístico inovador, as cidades retomaram o rumo do aprofundamento da desigualdade, privilegiando o uso dos carros em detrimento do transporte coletivo e um radical espraiamento urbano que aumenta os custos da urbanização, favorecendo a especulação com terras e ampliando as viagens diárias.

“Mais do que nunca, devemos lutar para a aplicação dos princípios do arcabouço legal conquistado com as lutas pela Reforma Urbana assumidos na Constituição Federal de 1988. Devemos exigir de promotores, juízes e desembargadores o reconhecimento da precedência da função social da cidade e da propriedade, bem como o direito à moradia – previstos na CF 1988 e no Estatuto da Cidade (Lei 10.257) – sobre os patrimônios privados ociosos improdutivos”, afirma o manifesto. Veja no vídeo abaixo a arquiteta e urbanista Ermínia Maricato explicando quais os objetivos do Projeto Brasil Cidades.

Confira o Manifesto na íntegra. Vale o Clique!

Via CAU/GO

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Uma nuvem flutuante para o ambiente de trabalho

Floating Cloud é a última criação do artista e designer Richard Clarkson, que vive em Nova Iorque e é tão fascinado pelas nuvens que resolveu levá-las a dispositivos audiovisuais.

A nuvem flutuante é mantida no lugar por um sistema de imãs, eletroímas e um sensor de localização que mantém a nuvem pairando por todo o tempo. O objeto têm também embutido uma série de LEDs que piscam em resposta aos sons da música ambiente. Vale o Clique!

Via Zupi

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

British Library disponibiliza os manuscritos de Leonardo da Vinci online

 Pintor, escultor, arquiteto, matemático, engenheiro, botânico, historiador, músico... parece que a lista de aptidões de Leonardo da Vinci é realmente universal - e talvez seja justamente por isso que ele seja um dos artistas mais famosos do mundo, dentro e fora dos círculos da arte.

Em vida, parte de suas ideias e reflexões foram registradas em seus cadernos de anotações. Alguns destes manuscritos foram perdidos com o passar dos séculos e os que restaram se tornaram objetos raríssimos acessados apenas por um seleto grupo de colecionadores e historiadores - até agora.

Uma colaboração entre a British Library e a Microsoft, intitulada Turning the Pages 2.0, tornou 570 páginas do Codex Arundel de da Vinci disponíveis online e gratuitamente. Agora, qualquer pessoa pode navegar pelos escritos de uma das mentes mais inventivas do Renascimento. Nas centenas de páginas digitalizadas encontram-se ideias para aviões, helicópteros, paraquedas, submarinos e automóveis, séculos antes destes terem sido desenvolvidos e trazidos ao mundo.

O processo de digitalização teve início em 2007 hoje é possível "virar" as páginas do manuscrito de da Vinci como se fosse um livro real, porém, acompanhado de anotações da British Library.

Navegue pelos textos e desenhos de Leonardo da Vinci. Vale o Clique!

Para conhecer mais da vida e obra do inventor, Vale o Clique!

Via ArchDaily

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Fundação Bienal de SP disponibiliza free material de exposições

A Fundação Bienal de São Paulo disponibilizou em julho deste ano o conteúdo histórico das 32 edições do evento de arte já realizadas. A plataforma online gratuita reúne textos, fotos, visitas virtuais, plantas expográficas, publicações, cartazes e outros materiais documentais das exposições disponibilizados pelo Arquivo Histórico Wanda Svevo - o Arquivo Bienal.

A nova seção do  site da Fundação está integrada ao Banco de Dados do acervo documental da Bienal, uma página de buscas que oferece acesso às informações sobre artistas e obras que já participaram das exposições realizadas pela Fundação Bienal. O banco de dados inclui também as representações oficias do Brasil nas exposições de arte e arquitetura de Veneza e outras mostras promovidas pela instituição no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, projetado por Oscar Niemeyer.

Acesse a plataforma e saiba mais sobre cada edição da Bienal de Arte de São Paulo, Vale o Clique!

Via ArchDaily

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Primeiro teste do Hyperloop One realizado com sucesso



O primeiro sistema operacional Hyperloop do mundo, Hyperloop One, continua avançando e realizou um teste de seu protótipo de cápsula pela primeira vez. Percorrendo quase todo o comprimento da pista de teste de 500 metros de comprimento a 310 km/h, o teste bem sucedido representa um progresso significativo em relação à primeira fase de testes realizada no início de julho.



"Este é o início e o início de uma nova era de transporte", disse Shervin Pishevar, presidente executivo e co-fundador da Hyperloop One. "Chegamos a velocidades históricas de 310 km/h e estamos ansiosos para finalmente mostrar ao mundo o XP-1 entrando no tubo Hyperloop One. Quando você ouvir o som do Hyperloop One, você ouvirá o som do futuro."



O Hyperloop One usa um motor elétrico e levitação magnética para impulsionar a cápsula através de um tubo de vácuo quase totalmente despressurizado. Por levitação acima da pista, a cápsula pode deslizar, graças ao atrito mínimo, longas distâncias na mesma velocidade de um avião em voo. Vale o Clique!

Via ArchDaily

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

DERIVA DO BEM, é finalista 30ª Edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade do IPHAN!

Os finalistas da 30ª Edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade já foram definidos. Neste ano, dos 296 projetos inscritos, 68 ações que refletem a riqueza dos bens culturais brasileiros seguirão para análise da Comissão Nacional de Avaliação, que ocorrerá nos dias 21 e 22 de agosto, na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em Brasília. No encontro, serão anunciados os oito projetos vencedores.

Nesta edição, a premiação, que celebra seus 30 anos e também os 80 anos do Iphan, selecionará oito trabalhos representativos de ações preservacionistas relativas ao Patrimônio Cultural, divididos em quatro categorias. Assim, o prêmio será atribuído a dois projetos por categoria, no valor de R$ 30 mil, para cada ação premiada.

As ações finalistas
Os 68 projetos escolhidos, são iniciativas de excelência em técnicas de preservação, proteção, salvaguarda, promoção e gestão dos bens culturais de 26 estados brasileiros.

A Deriva do Bem é finalista na Categoria I.
Categoria I, 14 ações de excelência em técnicas de preservação do Patrimônio Cultural: visa valorizar e promover iniciativas de excelência em preservação do patrimônio cultural material envolvendo ações de identificação, estudos e pesquisas, projetos, obras e medidas de conservação e restauro, seguirão para análise da Comissão de Avaliação, em Brasília.

Para conferir os outros finalistas, Vale o Clique!

Via Iphan

domingo, 13 de agosto de 2017

Alma da Casa, por Denise Lopes Nogueira

Uma dose de Arquitetura e Poesia por Denise Lopes Nogueira. Confira abaixo "Alma da Casa" na íntegra:


Sobre o velho telhado muita água já passou. A chuva não segue mais o ritmo obediente das telhas e invade a casa. Construção abandonada, de proporções respeitáveis, longe do viço da mocidade, tem a elegância de uma matriarca severa. Mesmo devastada, restam pistas para um bom farejador sentar e ouvir as histórias que ela tem para contar. Pobre casa, sem chapéu, sem quase nada.

Para conhecer a alma da casa é preciso silencio e entrega. O observador atento esquece as horas e desliza numa trilha suave, sem pressa. Percebe rápido a costura que divide dois tempos, duas vidas, dois casamentos. A rigidez do primeiro logo se vê, é de pedra. Na flexibilidade do barro, está o segundo. Dói ver o punhal que lhe cravaram no meio do peito. É uma cicatriz profunda, daquelas que marcam o antes e o depois. Sob os restos do telhado existe uma vegetação tomando posse do que não é seu nem de mais ninguém. Monta guarda, descendo bem ao lado da porta.

As janelas batem com o vento. Parecem conversar. Querem abrir o coração e falar em segredo. Aos poucos, essa senhora, vai contando como nasceu, como cresceu, o quanto foi feliz e os sacrifícios que inevitavelmente teve que suportar. Uma, duas, três janelas emparedadas aqui, um vão de porta aberto ali, um guarda-corpo desaparecido. Lá se foi também, a marcação delicada dos frisos embaixo das janelas. Para descobrir seu colorido, será preciso arranhar a pele, de-li-ca-da-men-te, até desfolhar uma a uma suas camadas. As cores estão todas ali, sobrepostas, à espera de mãos pacientes e habilidosas capazes de revelá-las.

Mas e agora? Depois de uma boa conversa, de sentir o cheiro úmido das portas, de deslizar as mãos pelas paredes enquanto caminha, não dá mais para voltar atrás. O flerte já começou. Cabe agora, ao dedicado farejador, pedir respeitosamente licença para entrar.



Denise Lopes Nogueira
Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula-RJ, 1989. Pós-graduada em Gestão e Restauro Arquitetônico pela Universidade Estácio de Sá-RJ, 2008 e em História da Arte Sacra pela Faculdade São Bento-RJ, 2013.

"Apaixonada pelo patrimônio arquitetônico da minha cidade, algumas construções me enchem de curiosidade. Como será sua história? Quem morou nela? Quais são as suas memórias? Essas inquietações seguem comigo há muito tempo. 

Se me perguntarem por que resolvi escrever sobre essa casa, vou dizer que foi no susto. Ouvi alguém me chamando, olhei para os lados e não vi ninguém. Só estávamos lá, eu e ela. 

Gosto de escrever quando alguma coisa me emociona e de ler histórias para crianças. Atuo também como mediadora de leitura em hospitais infantis." [Denise Lopes Nogueira]

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Semelhanças ao redor do mundo

Ansiosos por deixar suas zonas de conforto e “embarcar em uma exploração criativa”, o casal sul-africano Chanel Cartell e Stevo Dirnberger dedicaram seu tempo viajando pelo mundo. Em 2015, os dois deixaram seus trabalhos e iniciaram uma aventura de 2 anos. Esta viagem ao redor do mundo – precisamente 40 países – culminou em uma coleção de fotografias. Criativos como são, a dupla criou uma série única de composições artísticas.

Intitulado "Scenes from Around the World: A Mash-Up Project", esta série apresenta fotos de pontos de referência e paisagens de países de todo o mundo. Destinado a ilustrar quão semelhante o mundo pode realmente parecer, cada fotografia combina perfeitamente a arquitetura e a natureza – aparentemente diferentes – em cenas coesas. Das pontes suspensas aos pores-do-sol, o assunto mostra as semelhanças inesperadas compartilhadas por locais que não possuem relação.

A coleção de fotos também ilustra a atenção do casal em detalhes e a abordagem inspiradora em criar colagens para documentar suas viagens. Este interesse pela arte tem desempenhado um papel proeminente em sua jornada, pois permite que eles usem suas viagens como uma plataforma para a auto-expressão.

Para saber mais sobre o estilo de vida único do casal, confira How Far From Home, um blog onde eles compartilham suas viagens através de histórias inspiradoras, belas fotos e obras de arte criativas. Vale o Clique!

Via Zupi

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Ponte de pedestres mais longa do mundo é inaugurada nos Alpes suíços

A ponte suspensa para pedestres mais longa do mundo foi aberta ao público na Suíça, oferecendo aos aficionados por adrenalina vistas impressionantes da montanha mais famosa da Europa, a Matterhorn. Com 494 metros de extensão, a Ponte Suspensa Charles Kuonen diminui o tempo de deslocamento entre as cidades de Zermatt e Grächen em quase 3 horas. A ponte corta o "vale mais profundo do país", alcançando uma altura de 85 metros  acima do solo em seu ponto mais alto.

A ponte, que foi construída pela swissrope / Lauber Seilbahnen AG, substitui outra muito mais curta que havia sido danificada pelo desmoronamento de rochas do vale. Vale o Clique!

Via ArchDaily

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Triptyque integra a coleção permanente do Centro Pompidou

Agência Triptyque integra a coleção permanente do Centro Pompidou com dois projetos no Brasil.

Um dos papéis de uma instituição como o Centro Pompidou de Paris é de escrever a História do mundo da arte de ontem e de amanha além das fronteiras francesas. É com esta ambição que o Centro Pompidou celebra as criações arquitetônicas contemporâneas brasileiras, adquirindo dois projetos da Triptyque. Esses projetos valorizam: as tradições artesanais brasileiras associadas à inovação e o equilíbrio nas relações construção/natureza.

O primeiro: “Colômbia 325” é um edifício situado na cidade de São Paulo, no Brasil, que ficou pronto em 2007. A grande originalidade da construção está na sua fachada que se desmaterializa em uma superfície às vezes envidraçada às vezes coberta por uma camada de brise-soleil de madeira. Esta forma sinuosa é também a interpretação contemporânea do tradicional brise- soleil tão querido à história da arquitetura brasileira. Esta realização é um modelo de conciliação entre inovação e tradição. Na concepção do brise-soleil em madeira de cedro, os arquitetos da Triptyque utilizaram ao mesmo tempo processos de fabricação ancestrais por sua precisão, mas também uma ferramenta contemporânea de modulação digital (3D) para modelar as lâminas de madeira. Sua fabricação foi em seguida confiada a artesãos do Sul do Brasil, local onde a madeira ainda é cortada, polida, tratada e depois curvada, privilégio de um país que preserva seus costumes. Esse projeto será então representado no seio da coleção de arquitetura do Centro Pompidou por desenhos e duas maquetes, uma feita em madeira entalhado pela alaudista tradicional e outra em papel cartão.


O segundo: “Inhotim” é o projeto de construção do futuro pavilhão do Centro de visitantes do Instituto Cultural de Inhotim, situado no coração da Mata Atlântica das Minas Gerais no Brasil. Ele é um dos novos lugares famosos dedicados à arte contemporânea. Desenhado por Burle Marx, o jardim botânico d’Inhotim conta com cerca de cem hectares e nele estão localizados aproximadamente vinte pavilhões e uma coleção de mais de 700 obras e instalações. A natureza e a arte estão em simbiose e fazem deste local de arte o mais importante da América latina. A simplicidade deste projeto arquitetônico vem do equilíbrio justo entre o abrigo natural e o espaço edificado contemporâneo, sugerindo uma reflexão sobre a relação entre o homem e o meio ambiente, a construção e a arquitetura. O prédio sem fundação, sem porta nem ar-condicionado foi projetado em uma busca permanente da redução do seu impacto no meio ambiente. O edifício criado um diálogo na sua composição entre o material extraído em seu estado natural (ferro) e do material processado (aço). Ele é autossuficiente em água, eletricidade. A maquete do projeto “Inhotim” é feita em madeira, pedras e papel cartão, ela está acompanhada de seus desenhos.

Via Zupi  







segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Câmeras fotográficas vintage construídas de papel

O artista coreano Lee Ji-hee recria os modelos antigos de câmera com papel. Ele desenvolve todos os detalhes do mecanismo, mas apesar de ficarem bem parecidas com a original, ele escolhe cores de papel bem diferentes. Deixa a combinação preto, marrom e cinza de lado para ousar. As cores oferecem uma estética atual às criações. Confira o trabalho desse artista que, Vale o Clique!


Via Zupi


domingo, 6 de agosto de 2017

Arquiteto brasileiro assumirá vice-presidência da UIA



O arquiteto e urbanista Roberto Simon será vice-presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA) para as Américas. A indicação do brasileiro, representeante do IAB, teve apoio unânime dos candidatos ao Conselho da UIA para o continente americano e da atual diretoria da entidade.

Simon assumirá o cargo no lugar do costa-riquenho Carlos Alvarez, na Assembleia Geral que ocorrerá em Seul, Coreia do Sul, de 8 a 10 de setembro. A reunião ocorrerá logo após o 26º Congresso Mundial de Arquitetos. A escolha das vice-presidências dos demais continentes ocorrerá através de processo eleitoral por apresentar mais de um candidato por vaga.

Simon, que é ouvidor-geral do CAU/BR, já participou do Conselho da UIA e de várias comissões da entidade internacional de arquitetos. Ele diz que a nova responsabilidade é cercada de alegria e de preocupação e cita como desafios para os próximos anos a realização do 27º Congresso Mundial de Arquitetura, que ocorrerá no Rio de Janeiro em 2020; a luta pela redução da emissão de gases de efeitos estufa das construções; e o apoio às seções nacionais em suas relações com os governos.

A UIA é a maior entidade de arquitetura do mundo. Atualmente, reúne as seções internacionais e as federações de arquitetos de 124 países, dos cinco continentes, representando cerca de 1.850.000 profissionais. É ainda órgão consultivo da UNESCO para assuntos relativos ao habitat e à qualidade do espaço construído.

Via ArchDaily

sábado, 5 de agosto de 2017

CAU/BR continua com campanha ache um AU











Contrate um arquiteto. Essa é a mensagem que o CAU/BR está promovendo em noa etapa da campanha nacional de valorização da profissão. Agora a divulgação sobre a importância dos arquitetos e urbanistas acontece nas principais revistas de Arquitetura do Brasil. Neste mês de julho, as revistas GOL (distribuída gratuitamente a todos os passageiros da companhia aérea), Casa & Jardim, AU e Projeto Design publicaram anúncios sobre o Ache um Arquiteto e Urbanista, serviço do CAU/BR destinado às pessoas que estão construindo ou reformando.

Os anúncios explicam a necessidade de se contratar um arquiteto e urbanista para obras, destacando a economia e as vantagens que eles trazem:

  • Arquitetos e urbanistas planejam a obra do início ao fim, gerenciando prazos, equipe, fornecedores e custos.
  • Projetos bem-feitos ajudam a economizar na obra.
  • Casas e apartamentos projetados por arquitetos e urbanistas possuem mais conforto e são mais valorizados.

Orienta-se que as pessoas que estão querendo construir ou reformar a buscar o serviço Ache um Arquiteto e Urbanista, para encontrar um profissional qualificado em sua cidade ou bairro. Com o Ache um Arquiteto e Urbanista, possíveis clientes de todo o Brasil podem pesquisar portfólios e currículos dos profissionais. Saiba mais aqui.

As revistas possuem a seguinte tiragem:

GOL: 130.000 exemplares
Casa e Jardim: 140.000 exemplares
AU: 11.000 exemplares
Projeto: 11.000 exemplares
Em maio, o CAU/BR já havia anunciado o lançamento da plataforma Ache um Arquiteto e Urbanista em um anúncio de página inteira na edição de domingo do jornal Folha de S. Paulo, também mostrando a necessidade de se contratar um arquiteto e urbanistas para planejar e executar obras de construção ou reforma.  Mais detalhes, Vale o Clique!

Via CAU-GO

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

MAG recebe exposição dos artistas goianos G. Fogaça e Pitágoras

O Museu de Arte de Goiânia (MAG), unidade da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), recebe do dia 25/07 a 03/09, a exposição Instinto, dos artistas goianos G. Fogaça e Pitágoras Lopes. O museu fica instalado no Bosque dos Buritis, no Setor Oeste.

A mostra é formada por 22 telas, 11 de cada artista, e tem curadoria da cubana Dayalis Gonzáles Perdomo e do goiano Gilmar Camilo. A mostra fica aberta para visitação até 3 de setembro, com entrada gratuita.

"Quando vejo suas obras, o que mais me comove é a sinceridade, a paixão desenfreada, a transparência sem poses. Ambos são desses raros artistas, cada vez mais raros artistas, que não sabem fazer outra coisa que não seja pintar. A arte é para eles instinto vital, espaço que lhes permite que se mantenham conectados com a realidade, permanecer como seres humanos em seu meio", afirma Dayalis na apresentação dos trabalhos de Fogaça e Pitágoras.

O projeto tem apoio institucional do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Goiânia.

Até 16 de julho a mostra esteve exposta no Museu Histórico e Militar do Chile, na capital Santiago, onde teve recorde de público. Com produção de Malu Cunha, a exposição faz parte da comemoração de 10 anos de intercâmbio com o país.

Exposição:
"Instinto", de G. Fogaça e Pitágoras Lopes
Abertura: 25 de julho, às 19 horas
Local: Museu de Arte de Goiânia (Rua 01, 605, Bosque dos Buritis - Setor Oeste)
Visitação: de 26 de julho a 03 de setembro de 2017
terça a sexta feira - das 09 às 12 horas e das 13 ás 17 horas
sábados, domingos e feriados - das 08 às 18 horas
Entrada gratuita
Agendamento: (62) 3524 1190/1189

Via A Redação

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Estrutura do novo terminal do aeroporto de Pequim

 O novo terminal de passageiros do Aeroporto de Pequim (atualmente conhecido como Aeroporto Internacional de Pequim Daxing), projetado por Zaha Hadid Architects, está prestes a se tornar o maior centro de aviação do mundo. A vasta estrutura, definida por cinco alas que partem de um núcleo central, terá 313 mil metros quadrados. De acordo com a mídia, cada "ala" apresentará imagens da cultura chinesa, entre as quais "seda, chá, porcelana, terras agrícolas e jardins chineses".

De acordo com os empreendedores responsáveis, as distâncias dos pontos extremo de cada ala até o edifício central "serão menos de 600 metros" - um aspecto que distinguirá este aeroporto da maioria dos grandes aeroportos internacionais "que inevitavelmente exigem que os passageiros caminhem por longas distâncias", argumentaram.

O aeroporto, que está localizado 46 quilômetros ao sul do centro da cidade de Pequim, aliviará a pressão do excesso de passageiros no aeroporto internacional de Pequim, que está localizado nos subúrbios a noroeste da capital.

Ao vencer o concurso de projeto em 2015, Zaha Hadid Architects se pronunciou: "Com um centro de transporte multimodal integrado com conexões diretas para serviços ferroviários locais e nacionais, incluindo o trem de alta velocidade Gaotie, o novo aeroporto de Daxing será um dos principais polos da crescente rede de transportes de Pequim e um catalisador para o desenvolvimento econômico da região, incluindo a cidade de Tianjin e a província de Hebei."

O novo terminal de passageiros servirá à China Eastern Airlines e à China Southern Airlines, respectivamente e exclusivamente, permitindo que as duas empresas transportem metade dos passageiros do aeroporto.

Com quatro pistas, o aeroporto foi projetado para atender 72 milhões de passageiros e 2 milhões de toneladas de carga aérea a cada ano. O terminal será inaugurado em 2019.

Via ArchDaily




quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Toyo Ito recebe a medalha de ouro da União Internacional dos Arquitetos






A UIA (International Union of Architects) anunciou os vencedores de seus Prêmios e da Medalha de Ouro 2017. Fundada em 1961, os Prêmios UIA são entregues a cada 3 anos para "honrar os profissionais cujas qualidades, talentos e ações tenham tido um impacto internacional nos diversos setores da prática arquitetônica". Neste ano, o Secretariado considerou um total de 46 indicações .

A principal honraria desta organização, a Medalha de Ouro UIA (criada em 1984), foi atribuída este ano ao arquiteto japonês Toyo Ito. A distinção é considerada a "maior honra concedida a um arquiteto vivo por seus colegas arquitetos". Os vencedores anteriores incluem I.M. Pei (2014), Álvaro Siza Vieira (2011), Teodoro Gonzalez de Leon (2008), Tadao Ando (2005), Renzo Piano (2002), Ricardo Legorreta Vilchis (1999), Rafael Moneo (1996), Fumihiko Maki (1993), Charles Correa (1990), Reima Pietila (1987) e Hassan Fathy (1984).

Os outros vencedores deste ano foram:

Prêmio Auguste Perret para Tecnologia Aplicada na Arquitetura - Nikolay Shumakov (Rússia)
Prêmio Jean Tschumi para Crítica Arquitetônica ou Educação - Professor Ashraf M Salama (Egito)
Prêmio Robert Matthew para Melhoria da Qualidade de Assentamentos Humanos - Carin Smuts (África do Sul)
Prêmio Vassilis Sgoutas reconhecendo soluções inventivas implementadas na arquitetura para reduzir a pobreza e indigência - Hoang Thuc Hao (Vietnã)
Um prêmio adicional, o Prêmio Sir Patrick Abercrombie para Urbanismo ou Desenvolvimento Territorial, não foi concedido este ano.

Os vencedores receberão suas medalhas em uma cerimônia de premiação especial em 6 de setembro no 25º Congresso Mundial da UIA em Seul, Coréia do Sul.

Via ArchDaily

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Novo serviço CAU-BR para quem vai construir ou reformar

O site do CAU/BR já disponibiliza, desde a fundação do Conselho, uma página de busca de arquitetos e urbanistas. Qualquer pessoa pode consultar automaticamente – por nome, CPF ou registro no CAU – quais são os arquitetos e urbanistas e empresas registrados regularmente no Conselho Profissional. Trata-se de uma das obrigações legais do CAU –  a de informar à sociedade os arquitetos habilitados para o exercício profissional, bem como colaborar com o combate à prática ilegal da profissão.

Pesquisa DataFolha-CAU/BR, de 2015, revelou que em 73% dos casos a contratação de arquitetos e urbanistas é feita por meio de indicação de amigos e parentes. Apenas 8% dos clientes buscam profissionais na internet.

Para facilitar essa aproximação, o CAU/BR ampliou o serviço de busca existente com o Ache um Arquiteto e Urbanista, sistema que vai disponibilizar, sem custos para ambas as partes, informações adicionais sobre os arquitetos e urbanistas registrados no CAU.

São duas as evoluções:

  • A busca agora pode ser feita também por município e estado, campos que se somam aos já disponíveis (nome, CPF ou registro no CAU). 
  • Os 147.000 arquitetos e urbanistas e 20.000 empresas de Arquitetura e Urbanismo registrados no CAU passam a contar com um espaço virtual para divulgarem seus trabalhos com fotos, minicurrículo e informações de contato.


AMPLIAÇÃO DE SERVIÇOS – O Ache um Arquiteto e Urbanista surgiu da oportunidade de aproveitar a obrigação legal para ampliar os serviços prestados aos profissionais. “No futuro, a migração automática dos RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) para esse depositário possibilitará a automatização e obtenção gratuíta do RDA (Registro de Direitos Autorais) e da CAT-A (Certidão de Acervo Técnico com Atestado)”, afirma Haroldo Pinheiro, presidente do CAU/BR.

Com o Ache um Arquiteto e Urbanista será mais fácil mostrar para os possíveis clientes que existem profissionais qualificados em todas as regiões do Brasil, aptos a realizar obras de construção e reforma com economia, qualidade e segurança.

Mais detalhes e como usar o serviço, Vale o Clique!

Via CAU-GO