terça-feira, 19 de setembro de 2017

Em Tocantins, energia solar pode garantir desconto no IPTU





Desde 2015, os moradores de Palmas, no Tocantins, podem economizar no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A medida vale para os imóveis que produzem energia solar e garante desconto de até 80% do valor do IPTU.

A iniciativa faz parte do programa Palmas Solar, da Secretaria Municipal de Energias Sustentáveis, para incentivar a produção deste tipo de energia sustentável na região. O desconto é válido por cinco anos e é progressivo: quanto maior a produção, maior é o abatimento.

Além disso, o programa também prevê desconto de até 80% nos Impostos Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQNs), para instalação e manutenção dos painéis fotovoltaicos, que produzem a energia solar.

Países campões em energia solar

A iniciativa da capital tocantinense é um belo exemplo de estímulo à produção de energias limpas e renováveis no Brasil, que, infelizmente, ainda não marca presença entre os países que mais captam energia solar  no mundo.

A lista divulgada pela International Energy Agency’s Trends in Photovoltaic Applications, em 2016, aponta a Alemanha na liderança, seguida da China, Japão, Itália, Estados Unidos, França, Espanha, Austrália, Bélgica e Coréia do Sul. No entanto, a China promete galgar o primeiro lugar, já que o governo planeja atingir a meta de 70GW até este ano.

Santa Catarina também investe em energias renováveis

Outro estado que também vem incentivando a produção de pesquisas e projetos voltados para produção e consumo de energias renováveis é Santa Catarina. Em dezembro do ano passado, começou a circular em Florianópolis o primeiro ônibus elétrico com tecnologia brasileira de baterias alimentadas por energia solar.

Com 200 kw de potência, o veículo, que foi desenvolvido por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pode operar em trajetos de até 70km sem necessidade de recarregar.

Além disso, em 2015, a capital catarinense instalou um ponto de ônibus com painéis fotovoltaicos, telhado com plantas e estrutura produzida a partir de materiais recicláveis. Os painéis captam a energia solar e transformam em energia elétrica, que será utilizada para recarga de celulares.

Via Blog da Engenharia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.