terça-feira, 26 de setembro de 2017

Ônibus de Los Angeles serão elétricos até 2030

Enquanto São Paulo ganhou alguns ônibus movidos a hidrogênio, a cidade de Los Angeles pretende zerar sua emissão de gases de efeito estufa gerado a partir de ônibus municipal até 2030. Ou seja, em apenas 13 anos, o transporte público dependerá de ônibus elétricos na cidade inteira. A iniciativa requer um investimento de U$600 milhões bilhões de dólares, o equivalente a aproximadamente 1,8 bilhão de reais. No total serão 2.300 ônibus, movidos a energia elétrica ou hidrogênio. O único pré-requisito é ser emissão zero.

Apesar da indústria ainda estar se fortalecendo, é um baita incentivo para uma nova tecnologia que promete melhorar a qualidade do ar da cidade. Para Eric Garcetti, prefeito da cidade, existem duas alternativas: “Nós podemos esperar os outros e seguir, às custas da saúde da população, ou liderar e inovar, reduzindo as emissões o mais rápido possível”, acredita.

O primeiro passo está para ser dado em breve, com o aporte de 138 milhões de dólares para a aquisição de 95 ônibus elétricos + estrutura de recarga dos veículos. Para que a meta seja atendida, a companhia responsável pelo transporte público da cidade deve comprar aproximadamente 200 veículos a cada ano a partir de 2019 (dado que já há uma frota inicial).

Cada ônibus custa, atualmente, cerca de 200 mil dólares – o que não inclui toda estrutura envolvida para que eles possam rodar. No geral, cada ônibus dura em média 14 anos. Espera-se que a meta seja alcançada ainda antes do deadline. Para algumas linhas da cidade, até 2020.

Via The Greenest Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.