quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Pesquisadores desenvolvem concreto que resiste a terremotos



Pesquisadores da University of British Columbia desenvolveram um novo tratamento de concreto reforçado com fibra que pode "aumentar drasticamente a resistência contra terremotos de estruturas sismicamente vulneráveis".

Chamado EDCC (eco-friendly ductile cementitious composite), o material é projetado no nível molecular para reagir de forma semelhante ao aço - com alta resistência, ductilidade e maleabilidade. Quando pulverizado na superfície de paredes internas de concreto, ele torna-se um reforço contra intensidades sísmicas tão altas como o tremor de magnitude 9.0-9.1 que atingiu Tohoku, Japão em 2011.

"Nós pulverizamos várias paredes com uma camada de EDCC de 10 milímetros de espessura, o que é suficiente para reforçar a maioria das paredes interiores contra abalos sísmicos", diz Salman Soleimani-Dashtaki, candidato a doutorado no departamento de engenharia civil da UBC. "Então nós os submetemos a terremotos de nível de Tohoku e outros tipos e intensidades de terremotos - e não conseguimos rompê-las".

Combinando cimento, fibras à base de polímeros, cinzas volantes e outros aditivos industriais, EDCC também é surpreendentemente sustentável para o meio ambiente - quase 70 por cento do cimento necessário em fórmulas tradicionais é substituído por cinzas volantes, um produto de resíduos industriais.

"Este é um requisito bastante urgente, uma vez que uma tonelada de produção de cimento libera quase uma tonelada de dióxido de carbono para a atmosfera e a indústria de cimento produz cerca de sete por cento das emissões globais de gases de efeito estufa", comentou o professor de engenharia civil da UBC e supervisor de projeto, Nemy Banthia.

O material será usado na aplicação prática pela primeira vez neste outono, como parte de uma adaptação sísmica da Escola Primária Dr. Annie B. Jamieson, em Vancouver. As futuras aplicações incluem a renovação de uma escola em Roorkee, na região de Uttarakhand, na Índia, onde os terremotos são comuns e para construir casas resilientes em outros países. Capaz de ser aplicado a uma variedade de estruturas de concreto, os pesquisadores também preveem seu uso na construção de tubulações, pavimentos, plataformas offshore, estruturas resistentes a explosões e pisos industriais.

A pesquisa foi financiada pelo Centro de Pesquisa de Excelência IC-IMPACTS do Canadá-Índia, uma organização de pesquisa que promove a colaboração entre o Canadá e a Índia. Vale o Clique!

Via ArchDaily (http://www.archdaily.com.br/br/882345/pesquisadores-desenvolvem-concreto-que-resiste-a-terremotos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.