sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

A maior usina eólica flutuante fica na Escócia

O país já vêm mostrando sua preocupação com o meio ambiente desde que economizou 650 milhões de sacolas plásticas ao começar a cobrar pelo uso delas no supermercado. Agora eles ganharam outro motivo de orgulho: a maior usina eólica flutuante do mundo.

Chamado de Hywind, o parque eólico ocupa aproximadamente quatro quilômetros quadrados e fica localizado na costa de Peterhead. A profundidade do oceano varia entre 95 e 120 metros e comporta turbinas eólicas não convencionais, que funcionam de forma diferente das demais, já presentes aqui no Brasil.

Leia também: Duelo de titãs! China constrói maior usina flutuante de energia solar do mundo – e desbanca Japão

Estima-se que o parque será capaz de abastecer cerca de vinte mil lares! Tudo isso só é possível por conta do esforço em conjunto das empresas gigantes na área de energia, como a Statoil, Masdar e Siemens Gamesa. Em vez de ancorá-las lá no fundo do mar, elas são ligadas a cabos que permitem flutuação e estabilidade necessária para seu funcionamento.

A tecnologia permitirá um avanço nos projetos de usinas eólicas pelo mundo todo e ampliará as áreas potenciais para receber os equipamentos, por sua característica mencionada. As aves também se beneficiarão com isso, já que agora o local poderá ser escolhido independente da profundidade do oceano, podendo evitar locais conhecidos como rota de migração.

Apesar de mais caras para serem fabricadas, a novidade reduz muito o custo de instalação, o que significa economia no final das contas. As empresas responsáveis já estão pensando em produção em larga escala, o que pode ajudar na redução de custos também.

Via The Greenest Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.