domingo, 25 de março de 2018

"Arranha-céu horizontal" mais alto do mundo, por Moshe Safdie

 Atualmente em construção em Chongqing, na China, o Raffles City Chongqing, de Moshe Safdie, é uma extraordinária façanha da engenharia: um "arranha-céu horizontal" de 300 metros de comprimento apoiado sobre quatro torres de 250 metros de altura. O Raffles City Chongqing estabelece um novo recorde mundial como a "ponte" mais alta do mundo conectando as torres.

O projeto de 1,12 milhões de metros quadrados consiste em oito arranha-céus, com comércio e o Conservatório, uma enorme ponte que liga seis das torres, quatro delas pelo topo e duas torres adjacentes conectadas através de pontes em balanço. O programa contém um shopping center, escritórios, 1400 apartamentos residenciais, flats e um hotel de luxo. O centro da atração é o Conservatório horizontal, onde o espaço público é levado ao alto, com um deck de observação temático e jardins, uma piscina de borda infinita e uma área de alimentação e bebidas. O Conservatório atua não só como uma conexão entre as torres, mas como seu próprio programa, com ruas e jardins internos.

Para superar a exposição do local a ventos fortes, a estrutura do Conservatório usa rolamentos elastoméricos de fricção avançados e amortecedores sísmicos nas torres. Este tipo de projeto, orientado pela flexibilidade, dissipa a energia eólica de forma mais eficaz que os métodos convencionais, o que representa um avanço na engenharia estrutural de arranha-céus. A estrutura de aço pesa 12 mil toneladas e é envolta em vidro e painéis de alumínio. Para erguer a enorme estrutura, ela foi dividida em nove segmentos. Quatro são construídos no local acima das quatro torres, enquanto os três segmentos intermediários suspensos entre elas são pré-fabricados no canteiro de obras e posicionados por meio de conectores hidráulicos. As extremidades do Conservatório são então montadas em seções curtas a partir das extremidades das duas torres adjacentes. O objetivo é estar completo até meados de 2018.

O projeto do Raffles City Chongqing visa a conectividade com as redes de transporte locais e as ruas da cidade. O arquiteto Moshe Safdie inspirou-se na cultura do transporte fluvial da região para criar um projeto que tenta relembrar poderosas velas na água.

O Sr. Lim Ming Yan, presidente e CEO da CapitaLand Limited, descreve o significado econômico do projeto: "Mais do que apenas um prédio, o Raffles City Chongqing é um projeto histórico de renovação urbana que expressa e molda as aspirações de Chongqing enquanto cidade global. Como a planejadora principal deste importante empreendimento, a CapitaLand valoriza plenamente o significado histórico e cultural de Chaotianmen para o povo de Chongqing. Esforçamo-nos bastante para trazer ao projeto os mais altos padrões de habitabilidade, conectividade e sustentabilidade, estudando cuidadosamente as necessidades da comunidade e as características únicas do terreno. Nosso objetivo é criar um vibrante bairro urbano à margem do rio que serve como um portal dinâmico da cidade, adequado à crescente influência econômica de Chongqing."

Via ArchDaily



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.