terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Escola de Arquitetura de Taliesin de Frank Lloyd Wright fechará as portas após 88 anos de atividades

A Escola de Arquitetura de Taliesin, um dos ícones da arquitetura moderna americana projetado por Frank Lloyd Wright – onde o arquiteto morou e lecionou periodicamente entre 1937 e 1959 –, anunciou que fechará as suas portas depois de 88 anos de atividades. A notícia, recentemente publicada pela Architecture Magazine, chega como um balde de água fria. Ao longo dos últimos anos a Escola passou por um longo e árduo processo para manter a sua acreditação como Instituição de Ensino Superior, a qual foi renovada no ano de 2017. Entretanto, a Escola de Arquitetura de Taliesin não conseguiu chagar a um acordo com a Fundação Frank Lloyd Wright, responsável pela gestão e manutenção do famoso edifício projetado por Wright no deserto do Arizona.

Este é o comunicado de imprensa publicado recentemente pela Escola de Arquitetura anunciando o encerramento definitivo de suas atividades.

A Escola de Arquitetura de Taliesin, uma das mais inovadoras instituições de ensino e um dos mais icônicos projetos de arquitetura de todos os tempos, está sendo fechada para sempre. A Escola de Arquitetura de Taliesin encerrará as suas atividades no final deste semestre de inverno. Em reunião realizada no último sábado, depois de uma longa batalha e sem chegar a um acordo com a Fundação Frank Lloyd Wright, o Conselho Administrativo decidiu pelo fechamento da Escola.

Fundada em 1932 pelo famoso arquiteto americano Frank Lloyd Wright, a Escola de Arquitetura de Taliesin representa um importante capítulo na história da arquitetura americana. Alguns dos mais importantes e reconhecidos arquitetos dos Estados Unidos e do mundo todo passaram pelas salas de aula da antiga Escola de Arquitetura Frank Lloyd Wright. Em 2017, no crepúsculo da instituição, ela chegou a ser renomeada Escola de Arquitetura de Taliesin. Os alunos da Escola de Arquitetura dividiam seu tempo na estrutura de Taliesin Oeste, em Scottsdale, Arizona, e Taliesin, em Spring Green, Wisconsin.

A Escola de Arquitetura de Taliesin desempenhou um papel fundamental no ensino e desenvolvimento da arquitetura nos Estados Unidos. Taliesin Oeste era a residência de inverno da família Wright. Junto com a sua esposa Olgivanna, Frank Lloyd convidada seus principais pupilos para passar os semestres de invernos em sua casa no deserto do Arizona. Com o tempo, o estúdio de Taliesin Oeste se transformou em Escola de Arquitetura, onde o arquiteto e seus alunos desenvolveram alguns dos mais importantes projetos de Wright, incluindo a Casa da Cascata e o Museu Guggenheim de Nova Iorque.

“Este é um dia triste não apenas para nossos alunos e funcionários. É um dia sombrio para todos os arquitetos e arquitetas. Com muito pesar estamos divulgando esta notícia, de que não chegamos a nenhum acordo com a Fundação Frank Lloyd Wright e por isso a Escola de Arquitetura de Taliesin fechará as suas portas e encerrará as suas atividades de forma definitiva. Sempre estivemos comprometidos em dar continuidade ao trabalho de Frank Lloyd Wright, transmitindo o seu legado às novas gerações de arquitetos. O espaço construído não é o único legado deixado por Wright, mas principalmente a sua maneira de encarar a atividade profissional e educar seus alunos para a vida, era isso que procurávamos transmitir às novas gerações”, disse Dan Schweiker, Presidente do Conselho Administrativo da Escola de Arquitetura de Taliesin.

“O fechamento da escola é uma notícia devastadora para todos os nossos alunos, professores e funcionários, para cada um de nós. Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para manter vivo o legado de Frank Lloyd Wright através da Escola de Arquitetura de Taliesin, mas infelizmente, chegamos ao fim da linha”, afirmou Schweiker.

A Escola de Arquitetura de Taliesin seguirá com suas atividades durante o primeiro semestre de 2020 e fechará as suas portas de forma definitiva no final do ano acadêmico, em junho deste ano. Atualmente, existem aproximadamente trinta alunos matriculados em Taliesin. Neste momento, a Escola de Arquitetura de Taliesin está trabalhando em parceria com a Escola de Design da Universidade do Arizona para que seus alunos possam dar continuidade à seus estudos.

Por décadas, os estudantes de Taliesin dividiam seu tempo entre o Arizona e o Wisconsin, morando e estudando na própria estrutura da Escola. Em Scottsdale, eles passavam os meses de inverno. Esta estrutura organizacional da escola era exatamente o que diferenciava Taliesin das outras instituição de ensino de arquitetura do país e do mundo. Aqui os alunos projetavam mais do que apenas edifícios. Taliesin era uma escola para a vida. Aqui, os alunos viviam como uma família.

A Escola de Arquitetura de Taliesin funcionava como uma entidade independente e separada da Fundação Frank Lloyd Wright e havia sido credenciada pela Comissão de Ensino Superior dos Estados Unidos, pelo Conselho Nacional de Arquitetura e pelo Conselho Estadual de Educação do Arizona. A Escola gozava de todos os direitos de uma Instituição de Ensino Superior, tanto no estados do Arizona quanto em Wisconsin. “Neste momento histórico tão complexo, a escola e nossos alunos nos proporcionaram muita paz. Fico realmente abatido com o fato de que não conseguimos chegar à um acordo para dar continuidade a este trabalho”, disse Jacki Lynn, membro do Conselho Administrativo da Escola de Arquitetura de Taliesin.

Via ArchDaily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.